Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/a/ba/fb/site1371517047/public_html/wp-content/plugins/wp-twitter-timeline/wp-twitter-timeline.php on line 236
Você está aqui: Capa / Notas I / Carlos Xavier : fé e perplexidade

Carlos Xavier : fé e perplexidade

xavieragressap2O ex-deputado distrital Carlos Xavier foi vítima de violência extrema na semana passada. Em entrevista ao Blog, afirmou que  ao abrir o portão de sua casa em Samambaia, bandidos o renderam e o levaram para dentro da residência, onde o agrediram por mais de uma hora, com socos, pontapés, ameaças, gritos e enforcamento. Também tentaram lhe cortar um dedo da mão.

No pior momento, quando lhe colocaram um saco na cabeça e uma corda no pescoço, Xavier só pensou no Salmo 23, oração que repetia cada vez mais alto:  “O Senhor é o meu pastor, o Senhor é o meu pastor”. Quanto mais repetia, mais apanhava, até que os bandidos resolveram matá-lo.

Neste exato instante, três policiais faziam ronda na rua quando de repente um dos cavalos simplesmente se ajoelhou diante da casa de Xavier, derrubando o policial. O fato chamou a atenção dos policiais para o veículo estacionamento com os vidros abertos em frente a casa do ex-parlamentar. Ao conferir a placa com a central da PM, descobriram se tratar de veículo roubado.

Desconfiados, resolveram então averiguar e tocaram a campainha da residência de Xavier. Os bandidos, ao ouvirem a campainha, pensaram que seria a filha de Xavier e correram para a abrir a porta quando deram de cara com a polícia.

xavierdedoOs  policiais militares invadiram  a casa e renderam os três bandidos. Um quarto meliante, com quem eles mantinham contato por telefone durante as agressões a Xavier, não foi identificado. Neste momento, Xavier agradeceu a Deus pelo  “livramento”. “Foi Deus quem fez o cavalo parar em frente a minha casa para chamar a atenção dos policiais.  Ninguém sabia que eu estava lá dentro com bandidos tentando me matar”, afirmou Xavier.

E o mais estranho nesta história policial, é que a Polícia Civil já concluiu o inquérito sem sequer analisar o vídeo entregue na Delegacia, contendo imagens de várias pessoas que passaram o dia inteiro aguardando Xavier na porta de sua casa (três veículos aguardavam por Xavier). Também a polícia não foi atrás de tentar descobrir com quem os bandidos falavam ao telefone e nem identificou  os veículos. O advogado de Carlos Xavier está atrás de respostas para estas perguntas.

xavier agressaoXavier ficou bastante machucado, foi hospitalizado, levou pontos no dedo e continua com os olhos vermelhos devido a tentativa de enforcamento. Agora está menos  inchado mas ainda sente dores pelo corpo.

Ele também afirmou ao Blog que não compreende por que a justiça adiou seu julgamento (sobre o caso do assassinato do garoto Ewerton), do dia 26 de fevereiro para 7 de abril. “Eu teria finalmente a oportunidade de provar minha inocência diante do júri. Agora, com o adiamento, ainda corro o risco de ser assassinado. Querem me impedir a todo custo, de revelar a verdade que vai chocar muita gente e vai mudar o rumo dessa história”, resumiu o ex-deputado.

A violência no DF está passando dos limites. Ninguém está seguro, nem mesmo em sua própria casa.

 

 

 

 

Fonte: Donny Silva

Compartilhe:

    Sobre Donny Silva

    Donny Silva nasceu em Brasília há 48 anos. Pai de quatro filhos, é formado em comunicação institucional, jornalista profissional (desde 2003), teólogo, tradutor, fotógrafo, produtor e apresentador de TV e editor dos jornais O Evangélico e Gazeta do DF. Desde 1986 acompanha os bastidores da política no DF. Em abril de 2009 criou o Blog Donny Silva, especializado em política. Atualmente é o mais comentado, respeitado e patrocinado Blog do Distrito Federal.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

    *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

    *

    Scroll To Top