Você está aqui
Home > Utilidade Pública > Livre-se de vez da micose nas unhas

Livre-se de vez da micose nas unhas

 

Novo laser permite um tratamento mais rápido e eficaz

Quem já teve micose nas unhas sabe que esse é um problema difícil de vencer. Quando o tratamento parece que está dando certo, lá vem ela dando as caras de novo. Além da reincidência ser muito comum, a melhora costuma demorar para aparecer, devido ao crescimento lento das unhas — elas levam, em média, até 12 meses para se renovar por completo.

“Apesar da onicomicose [nome técnico para a micose nas unhas] ser uma condição relativamente simples, com efeitos mais estéticos, ela acaba se tornando um grande inconveniente na vida da pessoa, que deixa de usar sapatos abertos, de ficar descalça confortavelmente, de frequentar piscinas…”, comenta o dermatologista Erasmo Tokarski.

As onicomicoses são infecções provocadas por fungos nas unhas, gerando alterações na cor, na textura e no formato. Elas podem ficar escurecidas, amareladas, com manchas brancas, quebradiças, espessas, opacas e até começarem a se soltar do dedo.

Avanços nos tratamentos

Tokarski conta que as terapias com laser avançaram bastante. “Elas geralmente são mais rápidas e sem efeitos colaterais, diferentes dos medicamentos de uso oral, que podem provocar náuseas, dor de cabeça, interações medicamentosas, entre outras reações”, destaca. Uma alternativa são os produtos de uso tópico, mas eles costumam ter menor eficácia, por causa da dificuldade de penetrar em toda a unha. “É importante se consultar com um especialista, que vai avaliar qual a melhor opção de tratamento”, orienta.

Em relação aos lasers, um dos mais modernos é o Lunula. “Ele não provoca nenhuma dor e não precisa de tempo de repouso. É um tratamento rápido e prático. Geralmente são necessárias de 4 a 6 sessões, de apenas 12 minutos cada, uma vez por semana”, afirma o dermatologista. “Outra vantagem é que ele é um laser frio, não provoca aquecimento dos tecidos. Ele passa pela área tratada sem causar danos na unha e na pele em volta, não oferece riscos”, acrescenta.

O laser Lunula funciona com dois comprimentos de onda, com ações complementares: o comprimento de 635 nanômetros (nm) fortalece o sistema imunológico e estimula o rejuvenescimento do tecido e a circulação sanguínea, o que também acelera o crescimento das unhas; e o de 405 nm tem efeito antimicrobiano, antibacteriano e antifúngico.

Como se prevenir

Ainda que as tecnologias de tratamento avancem, a melhor conduta é sempre a prevenção, que pode ser feita com medidas simples. Veja algumas dicas para evitar o problema:

-Evite compartilhar alicates, lixas e outros itens de manicure. Tenha sempre o seu próprio kit, inclusive de esmaltes;

-Caso você conviva com uma pessoa que também apresenta micose nas unhas, os dois devem fazer o tratamento, para evitar que um contamine o outro;

-Seque-se bem após o banho, principalmente nas dobras do corpo e entre os dedos;

-Dê preferência para calçados abertos e mais ventilados;

-Evite andar descalço em locais públicos.

Deixe uma resposta

Top