A grama do vizinho

1
8


Na tentativa de recuperar terreno no Distrito Federal, o PSDB não descarta a possibilidade de recrutar reforços dentro da base governista. “Estamos buscando todos. As conversas são lentas, mas estão indo para frente. Sabemos que a base do governador Agnelo é frágil, insegura e inconsistente. Muitos deles têm posições divergentes em relação ao governo”, afirmou o presidente regional do PSDB no DF, Márcio Machado (foto). Para o líder político, as linhas do atual governo possuem vários “apoios temporários”. No processo de construção desta nova oposição, Machado articula alianças partidárias e a  formulação de novos nomes para a disputa eleitoral de 2014. Além da disputa pelo Palácio do Buriti, a oposição faz cálculos para ocupar um número relevante de cadeiras na Câmara Legislativa.

Vizinhança

 

Ao colocar as pesquisas de opinião pública e a composição de apoio da base governista na Câmara, Machado fica com a pulga atrás da orelha. “Não dá para entender. A aprovação popular do governo é de apenas 9%, mas 90% dos deputados estão com o GDF. Talvez os parlamentares precisem ouvir um pouco mais a população”, alfinetou.

 

Fonte: Do Alto da Torre/Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui