Absurdo total e desprezo pela vida

0
51

Pense num absurdo. A última da Justiça do Trabalho: usar maconha no intervalo não dá demissão por justa causa. Para o TRT-10, deve ser irrelevante que o empregado retorne após o intervalo sob efeito de drogas.

Fumar maconha (na forma de um cigarro ou no vaporizador) pode colocar o coração  em risco, sugere uma revisão publicada pela Associação Americana de Cardiologia (AAC). Entre as ameaças, o artigo destaca alterações no organismo que abalariam a saúde cardíaca e mesmo possíveis interações negativas com medicamentos.

Além de problemas cardíacos, sexuais e mentais, fumar maconha deixa o sujeito lerdo e em outros casos, violento. Você aceitaria que um empregado da sua empresa fumasse maconha nos intervalos?

 

Que justiça do trabalho é essa?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui