ADELMIR SANTANA E SEBRAE FECHAM AGENDA PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

4
8

O Centro de Convenções Brasil XXI foi palco, ontem, do Encontro Nacional dos Conselheiros do Sebrae, que reuniu mais de 500 representantes da Instituição de todo o país. O senador Adelmir Santana, como presidente do Conselho Nacional do Sebrae, comandou o encontro que definiu uma agenda para as micro e pequenas empresas. A definição das ações consideradas indispensáveis para o fomento do empreendedorismo resultou em um documento que deve ser apresentado aos presidenciáveis na próxima semana.

“O que estamos construindo nesse momento aprofunda as raízes já estabelecidas ao longo de seus 38 anos como o agente de desenvolvimento das pequenas empresas no Brasil. Estamos unidos em torno de um compromisso para que sejam cumpridas as metas mobilizadoras que agora apresentaremos aos presidenciáveis”, afirmou Adelmir. A carta aos presidenciáveis apresentada pelo Sebrae trará, entre outras sugestões a diminuição da carga tributária, maior acesso ao crédito e facilitação do acesso à capacitação dos futuros empreendedores .

Já a criação de um ministério para as micro e pequenas empresas até o momento não consta da lista. Adelmir Santana revelou ser contra a idéia sugerida pela candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, em encontro na CNI. Para o senador, a criação de um Ministério das Micro e Pequenas Empresas representará apenas mais uma entidade para gastar dinheiro público e que não vai gerar desenvolvimento para as micro e pequenas empresas. O senador acredita, inclusive, que isso enfraquecerá as entidades como o Sebrae, que já avançaram na defesa dos empreendedores.

Durante o encontro, Adelmir revelou que estará se desvinculando, no próximo dia 03, da presidência do Conselho Nacional do Sebrae, para poder concorrer a um cargo nas próximas eleições. O senador afirmou, entretanto, que pretende seguir lutando pelos empreendedores brasileiros. “Onde quer que eu esteja vou lutar pelo crescimento do Sebrae, pelo avanço do Empreendedor Individual e pelas Micro e Pequenas Empresas, que são essenciais para o desenvolvimento do Brasil nos próximos anos”, explicou.
O diretor presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, presente no Encontro dos Conselheiros, elogiou o trabalho de Adelmir à frente do Conselho da Instituição. Para ele, o senador representou um apoio importante. “Ele instituiu esses encontros, o que melhorou a governança do Sebrae pois unificou as ações dos conselheiros de cada Estado. Isso cria velocidade nas políticas da entidade e é extremamente importante para o Sebrae”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui