Administração Regional de Taguatinga regulariza situação de carroceiros em Taguatinga

0
9

Os carroceiros de Taguatinga começaram a participar, nesta segunda-feira (1º), da segunda etapa do Curso de Formação para Condutores de Veículos de Tração Animal. Serão três dias de aulas, com a realização de palestras, emplacamento e vistorias das carroças. A meta é regularizar o serviço e oferecer benefícios trabalhistas aos carroceiros.

O curso será oferecido, inicialmente, para 20 alunos. Nesta segunda, os carroceiros assistiram palestras sobre empreendedorismo individual e associativismo. Para esta terça-feira (2) está programada uma palestra sobre economia e cooperativismo.

 

Na quarta-feira será feitas as vistorias e emplacamento dos Veículos de Tração Animal (VTA) pelo Departamento de Trânsito (Detran-DF). Os participantes receberão material explicativo fornecidos pelo Sebrae, a carteira de condutor de VTA e a carteirinha do animal.

 

A Semana do VTA é coordenada pela Coordenadoria das Cidades, em conjunto com a Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Administração Regional de Taguatinga, Detran-DF, Sebrae e outros parceiros.

A previsão do administrador da cidade, Carlos Alberto Jales, é que os carroceiros trabalhem uniformizados com coletes depois de certificados. Jales afirmou que o trabalho dos carroceiros deve ser acompanhado pelo governo.

“A meta é dar mais condições de trabalho para estes profissionais. Mas é importante que eles tenham consciência para não jogarem lixo pela cidade, assim poderemos ter melhorias na qualidade de vida de Taguatinga”, enfatizou Jales.

Segundo o gerente de acompanhamento e operação da Coordenadoria das Cidades, Geovane Batista dos Santos, o governo do Distrito Federal está desenvolvendo um trabalho preventivo com os carroceiros.

“Estamos qualificando esses profissionais e mostrando que existem outras formas de trabalho e renda que não seja só por meio da carroça. Os nossos cursos têm tido um resultado bastante significativo na parte de conscientização”, disse Santos.

O carroceiro André Soares de Macedo, de 33 anos, se diz animado com o curso. “Este curso é um estimulo pra gente tentar mudar de vida. Quero deixar de ser carroceiro, mas não sei bem como fazer isso. Espero que as palestras me ajudem a tomar a decisão certa”.

Os condutores que ainda não estão cadastrados, também poderão estar regularizando a situação, basta procurar a Administração Regional de Taguatinga, na Praça do Relógio.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui