Adolescente que comete crime hediondo poderá ser internado por oito anos

0
7

 

geraldo alckminA proposta do governador de São Paulo, Geraldo Alckimin, de aumentar de três para oito anos a duração da internação de adolescentes infratores que tenham cometidos crimes hediondos foi elogiada, hoje (5), pelo deputado Luiz Pitiman (PSDB/DF).

O encontro de Pitiman com Alckimin foi na reunião do Seminário Nacional “Aplicação de Medidas Socieducativas a Adolescentes”, realizado no plenário da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados.

Autor do projeto de decreto legislativo que convoca plebiscito sobre a redução da maioridade penal para dezesseis anos de idade, Pitiman parabenizou o governador paulista por ter deixado seus afazeres e vir a Brasília defender sua proposta.

Segundo Pitiman, 7.100 jovens foram apreendidos, no Distrito Federal, nos últimos nove meses desse ano. Desse total, 3.662 foram detidos mais de uma vez, ou seja, 51 por cento são reincidentes. Pitiman lamentou que as medidas socioeducativas, na maioria dos casos, não são eficazes para recuperar e reintegrar o jovem à comunidade. O plebiscito, na opinião do deputado, é para que o tema venha a ser priorizado no debate nacional.

 

Assessoria de Comunicação deputado Luiz Pitiman.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui