Exclusivo!!! Agiotas fazem vítimas em Brasília

0
204

Muito se fala em estado paralelo e esquemas que funcionam, muitas vezes, sob as vistas grossas das chamadas autoridades constituídas, como o jogo do bicho, mas ninguém se debruça sobre a nocividade da agiotagem na vida das famílias brasilienses.

A ação dos agiotas, que se aproveitam do aperto financeiro da classe média, é implacável, resultando na perda de patrimônios móveis e imóveis em decorrência da cobrança de juros muito elevados aos devedores, configurando crime de usura.

Um repórter fotográfico, que já foi subsecretário de Comunicação no Governo Agnelo Queiroz (PT), perdeu um apartamento no Sudoeste Econômico para um agiota conhecido na cidade, mas nenhum veículo de imprensa se interessou pela sua história.

Alguns agiotas servem a esquemas mafiosos, outros atuam por conta própria, mas na maioria das vezes sempre há um capitalista usurário fornecendo o dinheiro para os testas-de-ferro repassarem a juros exorbitantes.

Imitando as empresas de consignados, eles elegem alvos prioritários, dando preferência aos servidores públicos. Um ex-deputado distrital da área de saúde já tomou até fazendas de devedores.

Um policial aposentado, amigo de doleiros, está na mira das autoridades. Dizem que ele é testa-de-ferro de um esquema mais poderoso e vive viajando para fazer o dinheiro girar.
De qualquer modo, a chapa está esquentando para todos eles, garante um investigador experiente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui