AGNELO E FILIPPELLI BUSCAM RECURSOS NO ORÇAMENTO DE 2011

3
12
DISTRITO FEDERAL
Agnelo e Filippelli buscam recursos no orçamento 2011
Agnelo Queiroz e Tadeu Filippelli em reunião com a bancada do DF na Câmara: diálogo para definir destino dos recursos em 2011Foto: Dênio SimõesAgnelo Queiroz e Tadeu Filippelli em reunião com a bancada do DF na Câmara: diálogo para definir destino dos recursos em 2011

O governador eleito, Agnelo Queiroz (PT), e seu vice, Tadeu Filippelli (PMDB), se reuniram hoje com a bancada do DF no Congresso para discutir o orçamento de 2011. Na reunião, ficou definido que o novo governador apresenta, até o final da tarde, “as prioridades das prioridades”, que serão analisadas pelo coordenador orçamentário da bancada, Alberto Fraga (DEM), e levadas à reunião de amanhã, às 10h.
Segundo Agnelo, o objetivo era fazer adaptações nas emendas e levar recursos para programas prioritários. O governador falou que as propostas foram bem recebidas pela bancada do Distrito Federal. Agnelo afirmou não ter ainda os valores definidos, porém a estimativa é de que as emendas cheguem a algo próximo dos R$ 350 milhões.
Agnelo disse que alguns projetos para o seu governo já estão contemplados no orçamento, enquanto outros estão sob a tutela do governo federal por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ele passa a tarde reunido com sua equipe de transição para analisar e definir o que deverá ser relacionado para a comissão. Além dos citados, também estavam presentes o senador Adelmir Santana (DEM), e os deputados Jofran Frejat (PR) e Geraldo Magela (PT).


Ferrovia Norte-Sul –
Agnelo passou mais da metade da reunião discutindo investimentos para a construção de parte da Ferrovia Norte-Sul dentro do DF. O relato diz ainda que Agnelo já consultou a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), que teria informado ao governador eleito que a mudança é possível. O projeto faz parte da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). 


Saúde –
Entre as emendas apresentadas por Agnelo para a saúde estão a construção de dois hospitais – Recanto das Emas e São Sebastião –, de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) nas regiões administrativas, do Hospital Infantil do Câncer e um hospital apenas de UTIs.Informações do jornal Coletivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui