Agnelo perde mais uma. Agora em 2ª Instância

8
11

O governador Agnelo Queiroz foi derrotado, mais uma vez, na ação movida contra o semanário DF Notícias, que veiculou, durante a campanha de 2010, denúncias sobre o então candidato do PT ao governo do Distrito Federal. Por alegar serem caluniosas as informações publicadas pelo impresso, Agnelo requereu indenização e danos morais da editora que representa o veículo.

No entanto, no fim de maio, a juíza da 6ª Vara Cível de Brasília, Grace Correa Pereira, decidiu julgar improcedentes os pedidos de Agnelo e o condenou ao pagamento de todos os honorários advocatícios da outra parte. Inconformado, Agnelo Queiroz recorreu ao Tribunal de Justiça, por meio do advogado Luis Carlos Alcoforado, na tentativa de reverter a condenação.

Nesta quarta-feira (27), a 6ª Turma Cível do TJDFT, composta pelos desembargadores Jair Soares, Vera Andrighi e Ana Maria Duarte Amarante Brito, negou provimento por unanimidade ao recurso de Agnelo, confirmando a condenação de 1ª Instância.

Durante a campanha eleitoral, o DF Notícias foi um dos únicos jornais do Distrito Federal a denunciar o suposto envolvimento do petista em possíveis desvios de recursos do Ministério do Esporte, na época comandando por Agnelo Queiroz. A operação deflagrada pela Polícia Civil ficou conhecida como Shaolin e prendeu cinco pessoas, apreendeu documentos e colheu depoimentos sobre o destino de quase R$ 3 milhões repassados pelo ministério a duas associações de kung fu de Brasília.

Fonte: Blog do Sombra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui