Agnelo Queiroz pode ficar fora da política até 2034

0
10

CB.Poder

A condenação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder político na campanha de 2014 deixou o ex-governador Agnelo Queiroz (PT) abatido. Político com mandato desde a primeira legislatura na Câmara Legislativa, o petista tinha pretensões de concorrer a novo mandato no Congresso.

 

Se não conseguir reverter a decisão no Supremo Tribunal Federal (STF), Agnelo ficará afastado da política até as eleições de 2026. Se o TSE mantiver uma outra condenação a que Agnelo foi submetido por irregularidades na campanha à reeleição, a inelegibilidade será ainda mais longa. As penas se somam. Assim, ele estará fora de campanhas até 2034.