AGNELO REBATE DENÚNCIAS

1
7

Considerado um dos favoritos do Partido dos Trabalhadores (PT) para a candidatura ao governo do Distrito Federal, o ex-ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, respondeu hoje as denúncias feitas pela revista Época sobre o aumento de seu patrimônio. Em nota, o petista afirma que tem como comprovar, por meio das declarações de imposto de renda dele e da mulher, que tinha recursos financeiros suficientes para comprar a casa e pagar as parcelas restantes. O texto também informa que foi solicitado um exame técnico das declarações de imposto de renda a auditores independentes e que vai divulgá-lo esta semana.

Segundo a revista, os valores gastos na compra e na reforma de uma casa no Lago Sul não batiam com a renda declarada. O pré-candidato também teria invadido área pública para construir uma quadra de tênis, além de tentar esconder um acordo eleitoral feito em 2008 com Joaquim Roriz, hoje pré-candidato ao Buriti pelo PSC.

O texto cita ainda a crise política no DF para justificar que “nesse quadro, acusações como as feitas pela reportagem, ainda que falsas e injustas, têm repercussão acima da que seria normal e são exploradas de maneira pouco ética por adversários”.

Em outro trecho, Agnelo afirma que já vinha sendo vítima de insinuações e acusações levianas, algumas veiculadas pela imprensa. Mas que “não serão fatos como esses que farão com que eu abandone o projeto político e ideológico que mobiliza e entusiasma tantos companheiros e companheiras não só do PT como de outros partidos de esquerda e que tem, paulatinamente, ganhado apoio de expressivas parcelas da população. Leia mais em o Correio Braziliense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui