Alírio X Agnelo

6
13

alirioneto

O deputado distrital Alírio Neto (PEN), que obteve quase oitenta mil votos para deputado federal nestas eleições, ficou indignado com a postura considerada  truculenta do governador Agnelo Queiroz (PT), que lhe tirou o comando das secretarias de Defesa Civil e Justiça e Cidadania faltando apenas dois meses para acabar o ano e o mandato do governo petista.

O governador tirou Cláudio Monteiro da Secretaria de Turismo e o nomeou na SEJUS. Na sequência, Monteiro transformou a Secretaria de Defesa Civil em Subsecretaria e exonerou todos os comissionados de Alírio. Cláudio Monteiro tem afirmado nos bastidores  que Alírio traiu o governador ao evitar pedir votos e distribuir material casado com o PT durante a campanha eleitoral.

Mas o  que Agnelo não conta publicamente,  é que tanto ele quanto  seu vice, Tadeu Filippelli, fizeram  várias promessas de apoio aos candidatos dos partidos da base aliada (aí se incluem o PHS e o PEN) e não cumpriram nestas eleições.

Sem compromisso cumprido, Agnelo e Filippelli perderam as eleições já no primeiro turno. Certamente  não encontrarão  espaço político nem no grupo de Frejat e muito menos no grupo político de Rodrigo Rollemberg.

Já Alírio Neto, elegeu a deputada distrital Luzia de Paula (PEN) e Lira no PHS. Também é primeiro suplente de deputado federal com grandes chances de assumir o mandato no próximo ano, quando o cerco se fechar contra Rôney Nemer, eleito deputado federal pelo PMDB e com problemas na Justiça.

Experiente, Alírio anunciou apoio à candidatura de Jofran Frejat (PR) ao GDF, e é um dos políticos mais bem informados do Distrito Federal. Alírio é enfático: “Fizemos nossa parte, cumprimos nossa missão e permanecemos de pé. Nestas eleições, o  eleitor do DF viu, gostou, respeitou e votou com a gente. Estamos de pé e politicamente continuamos unidos e fortes”, afirmou  Alírio.

 

 

Fonte: Donny Silva

 

 

Fonte: Donny Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui