ALTOS & BAIXOS

1
5

EM ALTA:

PSC – ganhou um deputado distrital (Brunelli) e um deputado federal (Bessa). E ainda recebeu Roriz.

PMN – trocou de mãos e recebeu como presidente, a deputada distrital Jaqueline Roriz.

BRUNELLI: Foi muito bem aceito no PSC de Roriz e consolidou parte de seu projeto de ser senador em 2010.

VILARINDO: o renomado pastor da Igreja Batista Central de Brasília mostrou mais uma vez sua postura ao apoiar a candidatura de Roriz e de Brunelli.

DORIEL DE OLIVEIRA: o apóstolo, fundador da igreja Casa da Bênção, e pai de Júnior Brunelli, mais uma vez incentivou o filho em sua corrida ao Senado. Também ganhou muitos pontos ao apoiar Roriz. Sua liderança no segmento evangélico é notória.

ROBSON RODOVALHO: Sem espaço no DEM, foi para o PP de Benedito. Sonha mesmo em ser vice de Roriz. Se a coisa der errado do lado de Arruda, Bené e Rodovalho irão apoiar Roriz, com a indicação de Rodovalho para vice-governador. Afinal, o que vale é estar no poder.

TADEU FILIPPELLI: Conseguiu manter-se firme no comando do PMDB-DF e ficou muito forte no grupo de Arruda. Está cotadíssimo para ser candidato a senador, porém, seu nome tem aparecido em reuniões no buritinga como candidato a vice-governador de Arruda. PO seria candidato ao Senado. O PMDB aguarda para os próximos dias, maior visibilidade no GDF, com a indicação de cargos expressivos.

EM BAIXA:

PSDB: ganhou muitos candidatos sem votos.

JOSÉ HUMBERTO: sonhava com o Senado, mas foi convencido a ser candidato a deputado federal. Resta saber de onde virão os votos…

CHICO LEITE: o deputado distrital nada fala sobre os escândalos que envolvem a secretaria de Saúde do DF.

ALBERTO FRAGA: Também foi convencido a ser candidato a reeleição para deputado federal. Não mais será candidato ao Senado, em virtude do acordo feito com Adelmir Santana e com Filippelli, que receberão o apoio de Arruda.

AUGUSTO CARVALHO: Ontem, estilingue; hoje, vidraça. sua ida para a secretaria de Saúde é considerado um erro político gravíssimo. Sem experiência e refém de seu subsecretário que também é presidente regional do PPS ( que se encontra envolvido em vários escândalos na secretaria), não encontra clima para alçar vôos mais altos. Ao menos por enquanto.

SEGURANÇA PÚBLICA: O governo de Arruda não acerta nesta área. Os índices de violência têm crescido assustadoramente dentro do DF e no entorno. A atual política de segurança é fraca, desorganizada e perigosa para a sociedade.

MITSUBISHI: E aquela história envolvendo a revisão (que não foi feita) de veículos Mitsubishi na empresa Nara veículos? (pagamento de notas frias) Como ficou? A coisa é tão séria que nem inauguração da nova loja no SIA trecho 1 , com toda a pompa necessária, ocorreu . Empresário que não está acostumado a lidar com o poder, dá no que deu…

JORNAL ENDIVIDADO: Uma conhecida revista publicou matéria em que afirma que um conhecido jornal aqui em Brasília, é alvo de indagações na Justiça. O antigo proprietário vendeu o jornal a um conhecido empresário brasiliense, que pagou metade do combinado. E não quis saber de pagar o restante, e agora alega que só depois que assumiu o jornal é que descobriu que o mesmo tinha uma dívida de R$20 milhões. Isso ainda vai dar o que falar.

ARRUDA x CPI DA SAÚDE: Por quê o governador Arruda teme tanto a instalação da CPI da Saúde?

TCDF: Já percebeu que neste governo o desrespeito às decisões do Tribunal de Contas do Distrito Federal se tornaram frequentes? O governador parece não levar o TCDF muito a sério. Para ele, é mais fácil utilizar-se do TJDF para tocar o que acha que está certo. No futuro, poderá ter muitas dores de cabeça. Afinal, o TCDF é terminativo quando o assunto envolve contratos do GDF, não é mesmo?

GERALDO MACIEL: O chefe da Casa Civil não gosta de honrar palavra. É mais fácil empurrar com a barriga. Deve ter aprendido com Lamoglia.

CONTRATOS: Quando o assunto é tecnologia da informação, há empresas faturando muito mesmo sem contrato. E ninguém diz nada. Se fosse no governo Roriz… PT, MP, TCDF, CLDF e outras siglas estariam infernizando as autoridades em busca de respostas. Arruda afirmou, ainda em campanha, que havia aprendido tudo o que deveria saber sobre como governar. Deve ter aprendido mesmo. Resta combinar com a população no dia da eleição.

SAÚDE PÚBLICA: No governo do DEM, a Saúde continua na UTI. Tem dinheiro de sobra, mas falta administração eficaz e transparente.

TRANSPORTE ESCOLAR: Não se leva a sério no DF. Agora, é permitido novamente que os ônibus escolares apresentem apenas “boas condições de uso”. É um total desrespeito às nossas crianças. Cadê a responsabilidade da Câmara legislativa do DF? O assunto é gravíssimo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui