Aniversário vira reunião política

0
10

 

O aniversário do presidente regional do PDT, Georges Michel, comemorado ontem, em uma churrascaria no Setor Hoteleiro Norte, virou uma reunião política da cúpula local da legenda, com representantes de movimentos sindicais. “Nós estamos preocupados com o DF. Não é que o governo Rollemberg vá mal ou bem. Este governo tem que dar certo. Se ele não der, a quadrilha volta. Temos que fazer todo o possível para que ele dê certo”, afirmou. Michel avalia que o Buriti tem dado sinais de melhora, mas ainda enfrenta dificuldades com falta de recursos e ainda não alinhou a máquina pública. Entre os presentes, estavam o deputado distrital Reginaldo Veras, o secretário do Desenvolvimento Social e Trabalho, Joe Valle, e Peniel Pacheco.

Ao lado de Dilma Rousseff

Michel reforçou a posição de apoio do partido ao Palácio do Planalto diante do processo de afastamento em curso no Congresso Nacional. “Não diria impeachment, chamo de golpe. A Dilma cometeu erros como todos os gestores cometem. Mas isso não pode ser aproveitado para que as forças de direita retrógradas cheguem ao poder”, disparou.

Fonte: Coluna Do Alto da Torre

 

 

COMENTÁRIO DE DONNY SILVA:

Decepcionante ver o PDT-DF contrariar a maioria da população brasileira ao declarar apoio a presidente Dilma Rousseff (PT), acusada de pedaladas fiscais, omissão entre outros crimes graves. Dilma chegou ao fim e pelo visto, o PDT quer se enterrar junto. É o abraço dos afogados. Os eleitores estão de olho, nobres políticos que apregoam durante as campanhas eleitorais, combate à corrupção, etc. E não é golpe, prezado Michel. Golpe é o que o governo do PT e seus aliados deram ao Brasil nos últimos anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui