APLICAÇÃO DA FICHA LIMPA: TREs CONFUSOS PRODUZEM INJUSTIÇAS

1
14

Para não serem cassados, Jáder Barbalho (PMDB/PA), Paulo Rocha (PT/PA) e Joaquim Roriz (PSC/DF) renunciaram a mandato. Entretanto, a aplicação da Ficha Limpa, pelos tribunais regionais eleitorais,  provoca injustiças, piadas e provoca o eleitor nestas eleições.

No Distrito Federal, o TRE impugnou a candidatura de Joaquim Roriz por ter renunciado ao mandato de senador em 2007. Mas o TRE-PA liberou a candidatura de Jáder Barbalho. Ele renunciou ao Senado em 2001 acusado de envolvimento com desvio de dinheiro do Banpará.

Ainda no Pará, o TRE liberou a candidatura do deputado Paulo Rocha, petista pego com a mão na massa, acusado de envolvimento com o mensalão do PT. Ele renunciou ao mandato em 2005.

Dois pesos e várias medidas. No Maranhão, Jackson Lago teve sua candidatura ao governo do estado aprovada pelo TRE. Em 2009, ele foi cassado pelo TSE, acusado de abuso de poder econômico na campanha de 2006, quando se elegeu governador do Maranhão. O TRE/MA entendeu que a Lei da Ficha Limpa aprovada neste ano, só poderá ser aplicada  nas próximas eleições.

Roriz recorreu e continua em plena campanha no DF. Jáder Barbalho e Paulo Rocha estão em plena campanha no Pará.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui