Denunciado por João Dias em 2011, Apolinário Rebelo (PCdoB) tem a missão de apresentar a reforma administrativa do governo de Rollemberg

0
76

Servidor de carreira do GDF e homem forte do  PCdoB, Antonio Apolinario Rebelo Figueiredo — que é irmão do ex-ministro do Esporte, Aldo Rebelo —, foi citado, em 2011,  no depoimento do policial militar João Dias Ferreira à Polícia Federal sobre supostos desvios na pasta.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Ferreira afirmou que foi Apolinário quem indicou Fredo Ebling como “responsável pela arrecadação. Apolinário sempre negou participação em esquemas.

Apolinário Rebelo  foi candidato a deputado distrital nas últimas eleições e obteve pouco mais de 3 mil votos. Atualmente é Apolinário quem comanda discretamente a tão propagada reforma administrativa do governo de Rodrigo Rollemberg.

No governo do petista Agnelo Queiroz,  Apolinário era Subsecretário de Investimentos Estratégicos e Negócios Internacionais da SDE, e no governo de Rollemberg conseguiu uma boquinha como subsecretário da Secretaria de Estado de Economia e Desenvolvimento Sustentável do Distrito Federal. Em 2016, Apolinário pediu exoneração.

Aliás, Apolinário, que é amigo pessoal do governador Rollemberg,  trabalhou todo o feriado preparando a reforma. Resta saber se ele teve mesmo a  percepção política necessária para distinguir aliados, infiltrados e adversários que estão dentro do governo do PSB no Distrito Federal.

Se a reforma coordenada por Apolinário der certo, ele será aplaudido pelo PSB, porque o governador terá chance de reeleição. Se ele falhar, Rollemberg perderá importantes aliados e aí, adeus reeleição…

 

 

Fonte: Donny Silva