ARRUDA NOMEIA EX SANGUESSUGA

0
8

Vamos recordar uma história: O ex-deputado federal Jorge Pinheiro é acusado pelo empresário Luiz Antônio Vedoin de fazer acordo para receber uma comissão de 10% sobre o valor de suas emendas que fossem executadas por meio de empresas do esquema que ficou nacionalmente conhecido como a máfia das sanguessugas. Em depoimento na Justiça Federal do Mato Grosso, Luiz Antônio disse que o deputado recebeu R$ 35 mil em espécie e em mãos, além de R$ 40 mil depositados na conta do assessor parlamentar Washington da Costa e Silva. Os pagamentos se referiam a comissão sobre quatro emendas para a aquisição de equipamentos médico-hospitalares.
O pai e sócio do empresário, Darci Vedoin, afirmou que Costa e Silva era responsável por contatar os prefeitos nos municípios localizados perto do Distrito Federal para acertar os detalhes das fraudes das licitações.
Segundo Darci, foram pagos ao parlamentar R$ 30 mil. Já o empresário Ronildo Pereira Medeiros, também sócio dos Vedoin, disse que o deputado recebeu R$ 20 mil. Ambos declararam que o dinheiro teria sido entregue em espécie e em mãos do assessor do parlamentar. Diante das denúncias, Jorge Pinheiro foi aconselhado pelos líderes da Igreja Universal a renunciar ao mandato, e por esse motivo, não foi candidato em 2006, tendo a IURD escolhido a toque de caixa, o nome do desconhecido e inexperiente Ricardo Quirino, que acabou suplente e posteriormente assumido o mandato de deputado federal. Jorge Pinheiro ficou um bom tempo em Goiás e o surpreendente é que ontem, seu nome apareceu no Diário Oficial, nomeado para o cargo de assessor especial de Arruda. Mas a IURD detém ótima relação e acordo com a candidatura de Brunelli ao Senado. Das três, uma: ou Jorge Pinheiro está em carreira solo e conseguiu um bom emprego no GDF; a Universal está por trás de sua nomeação ( Se estiver de acordo, será que a intenção de Arruda é a de pilotar o ex deputado no sentido de atrapalhar o projeto de Brunelli?); e por último, a Universal nada tem a ver com tal nomeação e mantém firme seu acordo de apoio à candidatura de Brunelli para senador. Lembro que a Universal tem uma política de cortar na raiz, integrantes que se envolvem em escândalos, principalmente de corrupção, e basta lembrar o ocorrido com o próprio Jorge Pinheiro no episódio da máfia das sanguessugas e com o então poderoso bispo Rodrigues, que recebeu dinheiro de Marcos Valério no esquema que ficou conhecido como Mensalão. E por último, há a informação de que Jorge Pinheiro estaria de acordo em apoiar a candidatura de Brunelli ao Senado – uma vez que o homem está cada vez mais forte principalmente no segmento evangélico -, mas não sabe como ficaria no governo do DEM já no próximo ano. Façam suas apostas, senhores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui