Artigo Dinheiro tem, falta vontade

0
14

É visível, para quem circula pela cidade, que aumenta o desrespeito à faixa de pedestres. Três tipos de medidas teriam de ser imediatamente adotadas para impedir que a situação piore. São medidas simples e de fácil execução. Não é por falta de dinheiro que não são tomadas. O que falta é vontade, disposição e competência. …


1
 – Sinalização: as faixas têm de ser muito bem sinalizadas e iluminadas, para serem vistas de longe. Tem de ser impedido o estacionamento de veículos perto das faixas, o que dificulta a visão do pedestre pelo motorista. É só destinar recursos para isso e destravar a burocracia, porque dinheiro tem.
– Educação: motoristas e pedestres têm de ser educados para respeitar a faixa. As normas têm de ser amplamente difundidas e transgressões mais recentes têm de ser combatidas. Por exemplo: os veículos têm de parar quando o pedestre sinaliza e esperar que ele chegue ao outro lado; quando o semáforo estiver intermitente, o pedestre tem prioridade na faixa. Dinheiro para campanhas educativas tem. Falta querer e saber usá-lo.
3 – Fiscalização: tem de haver fiscalização e multas. Não há como colocar um agente em cada faixa, mas há como fiscalizar as mais complicadas e com maior índice de acidentes, e fazer um rodízio entre elas. Policiais militares que ficam passeando e batendo papo nas quadras e nas vias comerciais, por exemplo, poderiam passar algumas horas ao lado das faixas. Pelo menos estariam fazendo alguma coisa útil.
Uma só vida salva já valeria esse esforço.

 

Fonte: Blog Hélio Doyle

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui