Artista cria bonecas hiperrealistas de bebês que podem custar até R$ 4 mil

0
21

artistaDF
Sandra Costa produz as encomendas em um ateliê em Samambaia e está com a agenda cheia até março de 2015

As obras da artista plástica Sandra Costa, 43 anos, espantam pelo realismo. A moradora do Distrito Federal é especialista em Reborn, técnica conhecida por reproduzir, com alto grau de perfeição, bonecas com características humanas. A artesã, que vive em Samambaia e faz esse tipo de trabalho há dois anos, conta que é preciso, além de dedicação e altos investimentos, ter amor pelos mínimos detalhes. “Eu me apaixonei profundamente pela técnica. Apesar de ser muito cara, vale muito a pena”, explica.

As bonecas são criadas de acordo com as exigências dos clientes. Segundo Sandra, o público é bastante participativo e costuma escolher a cor dos olhos, da pele, dos cabelos e, ir além, e definir até o peso do bebê. A artista também cria as reprodução a partir de fotos. “Tenho uma encomenda que o marido irá presentear a esposa com um boneco que terá as feições do filho do casal, que hoje já é adulto”, conta Sandra.

Os cabelos, de origem animal, são aplicados fio a fio pela artista. A pele é pintada diversas vezes e atinge texturas e aparências próximas as de um bebê real. A semelhança é tamanha que é possível notar as manchinhas e as veias marcantes de um recém nascido. “Você pode ver que o narizinho é cheio de bolinhas, aquelas que só os bebês têm. Elas também têm o sinal de vacina no bracinho”, mostra a artista.

O público alvo da produção desse tipo de bonecas é formado basicamente por pais que desejam presentear filhas de 9 a 12 anos de idade. A quantidade de pedidos é grande – principalmente para fora do DF – e a artista conta que está com a agenda cheia até março do ano que vem.

Leia mais notícias em Cidades

De acordo com a artesã, o mercado de Reborn em Brasília, aos poucos, começa a despontar para o uso e valorização da técnica. “Antigamente as pessoas não queriam pagar o preço que as bonecas realmente valem. Hoje em dia, o trabalho está sendo reconhecido”, conta.
São necessários pelo menos cinco dias de dedicação para produzir uma boneca hiperrealista. Porém, a artesã garante que tudo isso vale a pena. “Quando você vê alguém recebendo… A alegria da criança em abrir o presente você pensa: ‘nossa, consegui alcançar meu objetivo'”, conta Sandra.

Tamanho realismo tem um preço. Os valores das bonecas criadas pela artesã chegam a valer R$ 4 mil, no entanto, ela conta esse tipo de “obra” pode custar até R$ 7 mil. A venda é dividida em kits que incluem roupinha, mamadeira, manta, sapatinho, meia, pente, fralda, kits de perfume, pulseirinha maternidade e até certidão de nascimento do bebê. Quanto maior a quantidade de acessórios, mais alto é o preço. Caso o cliente deseje, é possível, inclusive, levar um carrinho de bebê.

 

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui