Associação Brasiliense de Construtores apoia projeto de lei que prevê implementação de QR code em obras públicas

0
43

O projeto de lei da deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) que prevê a instalação de placas com QR code nas obras públicas do Distrito Federal foi aprovado em primeiro turno na Câmara dos Deputados e vai passar por mais uma votação.

O presidente da Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), Afonso Assad, explica que o QR Code vem para facilitar o acesso da população ao andamento das obras no Distrito Federal e tem total apoio do setor da construção civil.

“É uma importante ferramenta para sociedade, empresas e governo. Com ela é possível saber o motivo de algumas obras pararem e o porquê não foram concluídas. A norma trará mais segurança para as empresas e para a população, pois todas as informações do contrato serão fornecidas de forma transparente. O setor de construção civil apoia o progresso do sistema”.

O advogado Rafael Moreira Mota, especialista em infraestrutura e sócio do Mota Kalume Advogados, defende que o projeto vem em uma ótima hora. “O poder público já tem a obrigação de fiscalizar os seus contratos e dar publicidade a seus atos. Agregar a tecnologia do QR code é uma medida mais do que racional, eficiente e econômica, pois evita a troca constante de placas.”

De acordo com o texto, as placas deverão conter um QR code com informações completas e atualizadas, para que qualquer cidadão consiga acompanhar os detalhes referentes ao encaminhamento da obra. “É uma tecnologia absorvida já pela sociedade, e que o cidadão com um simples smartphone poderá ter acesso a várias informações, como por exemplo se a obra está sendo realizada dentro dos contratos previstos, se há aditivos contratuais e se as medições foram feitas e pagas dentro do estipulado”, explica o especialista.

Mota ressalta ainda que, o projeto também beneficiará o meio acadêmico: “A medida agregará diversos dados e informações que poderão ser úteis a acadêmicos em universidades para analisar as informações e corrigir eventuais falhas dos contratos realizados.”

A população atendida, o valor previsto, a data da previsão da conclusão e o nome dos agentes responsáveis pela fiscalização da obra são outras informações que também poderão ser acessadas por meio do QR code.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui