BLOCO INDEPENDENTE AO GOVERNO NA CÂMARA LEGISLATIVA CAUSA RACHA NO DEM

0
6

Luísa Medeiros/Correio Braziliense

O anúncio da formação de um bloco independente ao governo na Câmara Legislativa provocou um racha entre os democratas da Casa – que fariam parte da composição exceto por Raad Massouh. Eliana Pedrosa e Paulo Roriz criticaram nesta quarta-feira (12/5) as declarações dadas pelo colega de legenda que preferiu ficar em cima do muro. Massouh chamou de “retaliação ao governo” o novo bloco e disse que não será posição ou situação antes de dar oportunidade ao governador Rogério Rosso (PMDB) mostrar que está “trabalhando para o Distrito Federal”. Os companheiros de sigla consideraram oportunistas as declarações do deputado e afirmaram que a única coisa que interessa a Massouh é conquistar cargos comissionados no Executivo e no Legislativo.

Além de negarem que fazem oposição ao governo Rosso, “pois a executiva nacional do DEM ainda não teria discutido o assunto”, Eliana e Roriz colocaram em xeque a credibilidade do colega de sigla quando ele fala sobre posições políticos-partidárias. “Na frente de vocês (jornalistas) ele (Massouh) fala uma coisa, mas com a gente fala outra. Ele foi fazer acordo (com o Rosso) para pegar a Administração de Sobradinho . Ele disse que quer cortar 50% do cargos do gabinete dele mas por trás pressiona a Mesa Diretora querendo cargos na Casa. Antes de fazer declarações, ele tem que olhar para o próprio umbigo”, reclamou Roriz, dizendo que levaria para a reunião da executiva de hoje à noite a queixa contra Massouh.

Segundo Eliana, o colega “posa de bacana” ao manter uma aparente neutralidade na Casa só para conseguir cargos. “Ele não tem coragem de tomar posição. É um idiota, um imbecil. O DEM ainda não se posicionou se está ou não na situação. E essas declarações só prejudicam a imagem do partido”, criticou ela. Massouh disse que é um homem de partido e vai fazer o que o DEM determinar. “Só entro em polêmica com alto nível e elegância”, retrucou ele. O deputado manteve a indicação dele na Administração de Sobradinho mas garantiu que não pediu novos cargos à Rosso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui