BRUNELLI RECEBE APOIO DE LIDERANÇAS EVANGÉLICAS

7
6
O deputado distrital Junior Brunelli, que está em seu segundo mandato, nunca escondeu de ninguém sua revolta com a falta de cumprimento de palavra do governador José Roberto Arruda, desde que assumiu o comando do GDF em janeiro de 2007. Agora, Brunelli prepara voo mais alto e para isto conta com expressivo apoio de lideranças evangélicas e de pesquisas de opinião que lhe dão amplas condições para disputar eleições para senador em 2010. O senador (que nunca recebeu votos nas urnas) Adelmir Santana (DEM), reagiu indignado com a estratégia de Brunelli de ter sua expulsão aceita pela executiva regional do DEM, para poder candidatar-se por outro partido a senador. Adelmir Santana afirmou que “achava estranho que em um partido que está no poder as pessoas estarem querendo sair e não compor a legenda”. Só que o governo Arruda é um governo que esquece rápido dos compromissos assumidos na campanha. Brunelli cobrou a promessa de Arruda feita ao DEM, de que o deputado distrital mais votado seria presidente da Câmara Legislativa do DF, fato que não ocorreu, tendo Arruda indicado e apoiado o deputado Alirio Neto, que é do PPS. A revolta foi geral. Afinal, Brunelli foi o deputado distrital mais votado em 2006, pelo DEM. Arruda apazigou os ânimos com os demais deputados mas não conseguiu “dobrar” Brunelli, que desde então tem tido uma postura de independência junto ao GDF. Enquanto o DEM e o senador Adelmir Santana fazem queixas de Brunelli, este recebeu mais apoio e amplia seu projeto político em buscar de ter um mandato de senador. O Comitê de Participação Política (CPP), formado por autoridades eclesiásticas e políticas, divulgou nota de apoio a Júnior Brunelli. Veja abaixo, a íntegra do documento:

COMITÊ DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA – CPP
MOÇÃO DE APOIO
“Os membros do Comitê de Participação Política – CPP, formado pela liderança evangélica e parlamentares evangélicos, reunidos no dia 27 de agosto de 2009, para mais um dos trabalhos com vistas às eleições de 2010, fez uma avaliação do quadro político e eleitoral do Distrito Federal. Assim, decide, pela maioria presente, manifestar-se em apoio e solidariedade ao nosso projeto político dos quais o deputado Brunelli é um dos seus representantes.Quando informados da situação do deputado Brunelli dentro de seu partido político DEM – Democratas, que goza da credibilidade de toda a comunidade evangélica do Distrito Federal, o Comitê de Participação Política – CPP propõe uma análise serena, além de uma reavaliação sobre a questão da expulsão.O tema expulsão por infidelidade partidária é atual e há uma complexidade nas questões envolvidas, englobando a análise e aplicação de princípios contidos na Lei Maior que pode levar a interpretações divergentes dentro da sociedade. Reconhecemos que as decisões do TSE e do STF, de março e de outubro de 2007, vêm elucidar o debate propondo que o mandato pertence ao partido. Entretanto, a Constituição de 1988, no art. 55, destaca o COMITÊ DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA – CPP, outras interpretações políticas podem ser tiradas. As possibilidades que podem levar o parlamentar a perder o mandato, porém, em nenhuma delas se refere à perda deste por ato de infidelidade partidária. Desta forma, também, podemos entender que o mandato se transforma em algo de propriedade do político. Na esperança de um entendimento para êxito do exercício da democracia participativa que é tão salutar para o nosso Brasil e nossa gente. Destacando ainda o papel fundamental do PFL, atual DEM – Democratas, na história da democracia brasileira e a contribuição substancial que o nosso irmão em Cristo deputado Brunelli tem dado neste contexto, manifestamos solidariamente.O CPP faz esta manifestação em nome do movimento evangélico e do povo de Deus, lembrando à sociedade brasiliense que o CPP lançará, em 2010, candidatos para cargos majoritários, vice-governador e Senador, de acordo com os princípios programáticos do Manifesto Político lançado por essa entidade à opinião pública.Sendo assim, esse Comitê estará atento e vigilante com relação aos desdobramentos políticos e partidários, devendo olhar com atenção e dar as respostas durante o pleito eleitoral de 2010”. Brasília, 28 de agosto de 2009.
COORDENADOR GERAL: PR. MARCIO SIMÕES 1º SECRETÁRIA GERAL: KÁTHIA VALÉRIA 2º SECRETÁRIA GERAL: MÔNICA PINHEIRO ASSESSOR JURÍDICO-LEGISLATIVO: DR. RODRIGO BALTHAZAR
COMITÊ DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA – CPP MEMBROS DO CPP
CEADDIF
CONAMAD
COPEV
CIPE
FENAIC
CEIB
FENASP
M12
G12
PRESBITÉRIO DO PLANALTO CENTRAL
CIMEB
CONVENÇÃO BATISTA NACIONAL
MINISTÉRIO GUARÁ NAZARENO
IGREJA CRISTÃ
COBRAMAD
IGREJA PRESBITERIANA
IGREJA DE CRISTO
IGREJA BATISTA CENTRAL
SNT
IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR
IGREJA DE DEUS
COMADEBG
IGREJA METODISTA
COMITÊ DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA – CPP
Quem está ganhando nesta briga: Brunelli e Roriz.
Quem está perdendo: Arruda, Adelmir Santana e DEM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui