Caesb obtém licença prévia para captação de água no Lago Paranoá

0
7

caesb 

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal de hoje (05.12) a Licença Prévia 026/2013 para captação de água bruta no Lago Paranoá. Com isso, a Caesb pode contratar financiamentos junto a órgãos do governo federal para iniciar as obras de captação de água no local. Estão previstos investimentos da ordem de R$ 460 milhões. Em cerca de 120 dias, a Companhia espera obter a licença de instalação.

Segundo o presidente da Caesb, Célio Biavati Filho, o Sistema Paranoá será importante para completar o abastecimento de cidades da região leste do Distrito Federal, atendendo aos novos núcleos habitacionais em processo de consolidação em São Sebastião, Paranoá e Sobradinho I e II. “Ele vai permitir ainda a geração de excedentes para aumentar a disponibilidade hídrica em Planaltina, Brasília e Lago Norte”, acrescenta Biavati.

O Sistema Paranoá terá capacidade para produzir até 2,1 metros cúbicos de água tratada por segundo em sua 1ª etapa, sendo essa capacidade elevada para 2,8 metros cúbicos por segundo na 2ª etapa de implantação. A transformação do Lago Paranoá em manancial irá auxiliar na sua preservação, não interferindo no nível de água e mantendo seus usos múltiplos. Mas as vantagens vão muito além: menor desnível geométrico, gerando consumo mais baixo de energia, menor investimento no custo de implantação e operação, comprovada qualidade da água e proximidade da captação com os centros de consumo.

A utilização de um lago urbano como o Lago Paranoá exigirá cuidados especiais da Caesb no tratamento da água. O processo de tratamento a ser adotado está preparado para garantir a qualidade da água distribuída em nível igual ou mesmo superior ao já produzido pelas outras unidades de tratamento da Companhia, incluindo a remoção de eventuais microcontaminantes. As análises da água do Paranoá até agora, inclusive aquelas realizadas em parceria com a UnB e universidades alemãs, indicam que a concentração de microcontaminantes é muito baixa.

A implantação do Sistema Paranoá vai ser crucial para a consolidação das comunidades em processo de regularização tanto na região de Sobradinho II, como também do Jardim Botânico e Setor Habitacional Tororó. Também é fundamental para a viabilização dos grandes empreendimentos habitacionais do “Programa Morar Bem” do Governo do Distrito Federal.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui