CAMPANELLA NÃO CONSEGUE RESOLVER PROBLEMAS NO DFTRANS E COOPERATIVAS PODEM DERRUBÁ-LO DO CARGO

20
17

O diretor do DFTrans, jornalista Campanella, simplesmente não consegue resolver os problemas da pasta, principalmente das cooperativas licitadas. Além da falta de experiência, Campanella não consegue entender e resolver os problemas que atingem o transporte público no DF. As cooperativas querem agora derrubar toda a cúpula do DFTrans.

Segundo o jornal Correio Braziliense desta segunda (21), sete cooperativas que fazem linhas nas cidades de Planaltina, Ceilândia, Samambaia, Sobradinho e Brazlândia participam de uma paralisação na manhã desta segunda-feira (21/3). Apenas 30% da frota circula pelas regiões. O movimento foi anunciado pelos próprios empresários. De acordo com o diretor do Sindicato dos Rodoviários, Aldemir Figuereido, a ideia dos patrões é pressionar o governo para que as cooperativas recebam algum tipo de ajuda. “Os empresários disseram que não aguentam mais rodar com as condições atuais. Eles não têm receita para pagar os funcionários”, explica.

Além da Coopatram, outras seis cooperativas participam da paralisação proposta pelos patrões. São elas: a Cooperativa de Transportes do Distrito Federal (Cootarde) – que atende toda a região de Ceilândia -, a Coperativa de Transporte (Cootransp) – faz o trajeto Samambaia/Metrô -, a Cooperativa do Transporte Público Alternativa (Coopertran) – circula na região de Sobradinho e nos condomínios-, a Cooperativa dos Profissionais Autônomos de Transporte Alternativo do Gama (Coopatag) – roda no Gama e em Santa Maria -, a Cooperativa NCS que faz o mesmo trajeto que a Cootransp e a Cooperativa Alternativa – que abrange a região de Brazlândia.

O secretário de Transportes não entende da área e veio de Goiás. Campanella, que era chefe de gabinete de Filippelli, foi nomeado diretor do DFTrans e parece que ninguém se entende por lá. Enquanto isso, cooperativas e usuários do sistema de transporte público sofrem no DF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui