Capacitação nas UTIs do HBDF para redução de infecções

 

O Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar (NCIH) promove treinamentos para colaboradores das UTIs.

 

Por Pollyana Cabral

No Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), a preocupação com a segurança e o bem-estar dos pacientes é prioridade. Nesse sentido, a capacitação contínua dos profissionais de saúde torna-se uma ferramenta indispensável. Para combater esse cenário, o HBDF está investindo em capacitações direcionadas, implementando programas de treinamento visando à redução das infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS).

As IRAS representam um desafio global, aumentando a mortalidade, encarecendo a assistência médica e promovendo a disseminação de microorganismos resistentes a medicamentos.

A chefe do núcleo de enfermagem de UTI, Ana Cristina Bretas Fontenelle, ressalta a importância dessa abordagem: “investir na capacitação dos profissionais de UTI é fundamental. A atualização constante nos protocolos e nas melhores práticas é essencial para reduzir os riscos de infecções e garantir a segurança dos nossos pacientes”.

A capacitação contou com a colaboração equipes multidisciplinares das UTIs. Foi conduzida por vários membros da equipe, organizados em times, sendo cada um responsável por abordar um tipo específico de infecção. Esses times desempenharam um papel não apenas na execução dos treinamentos, mas também na construção e revisão dos Protocolos Operacionais Padrão (POPs). Essa etapa envolveu tanto a criação de novos POPs onde não existiam, quanto à revisão daqueles já em vigor.

Para a próxima fase de capacitação, os integrantes dos times continuarão desempenhando um papel ativo, sob a coordenação dos médicos Raquel Matias, Maria de Lourdes Worish, Lino Neves e das enfermeiras Tatyana Botelho, Linda Santos, Aline Silva do Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar (NCIH) do HBDF.

Iniciadas em novembro de 2023, as equipes multidisciplinares das UTIs, abordaram a infecção primária da corrente sanguínea relacionada ao uso de cateter central (IPCSL). Em janeiro de 2024, foi o momento da pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV). O terceiro e último treino está programada para março de 2024, com foco na infecção do trato urinário (ITU).

Os treinamentos reforçam a efetivação dos Bundles (conjuntos de medidas estratégicas) específicos para cada tipo de IRAS. Essas ações são fundamentais para reduzir infecções, mortalidade, tempo de internação e outros impactos negativos relacionados à saúde dos pacientes.

De acordo com Fontenelle, os resultados dessas iniciativas são palpáveis: “Com uma equipe capacitada e engajada, podemos observar uma redução significativa nas taxas de infecção, além de proporcionar uma assistência mais segura e eficaz aos nossos pacientes.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui