Cavaleiros do Apocalipse chegam para o Dia do Juízo Final

1
21

apocalipse

A Operação Miquéias, que desarticulou uma quadrilha de Brasília especializada na lavagem de dinheiro e desvio de recursos de fundos de pensão municipais e estaduais, vai perder sua autonomia, mas ganhar em robustez. A tendência é incorporar as investigações como um apêndice energizado da Operação Lava Jato.

A interligação começou a ser avaliada após o surgimento de fatos novos em Brasília. Entretanto, esse novo viés será mantido em segredo de justiça, por supostamente envolver uma autoridade parlamentar que deixou de ser vigilante em seus atos.

A incorporação deve ser definida nos próximos dias em reunião de membros do Ministério Público e da Polícia Federal com o juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato. Magistrados que tiveram acesso ao processo entendem que uma espécie de Dia do Juízo Final capitaneado pelos Cavaleiros do Apocalipse desabará sobre a capital da República.

O caminho percorrido por agentes federais desde um posto de gasolina no Setor Hoteleiro Sul atravessou a ponte Ponte Juscelino Kubitschek e seguiu até uma mansão da QI 19. O imóvel pertence a Márcia Regina Traboulsi, esposa do doleiro Fayed Traboulsi. Ali seria a matriz da lavanderia.

As novas investigações indicam que a Invista Investimentos Inteligentes, tida anteriormente como o carro-chefe do esquema, é apenas uma ponta do iceberg. Os produtos mais valorizados da lavanderia limpam bolas que são lançadas ao cesto e garantem graduação de economistas e advogados para atuarem no mercado financeiro.

Os tentáculos são grandes e abraçam novos campos. Uma das últimas conquistas foi o segmento da mídia virtual, que desembarcou em Brasília em táxi aéreo pilotado pelo pai das Plêiades e Hespérides. Os negócios têm sido gerenciados por Cláudia Maldonado e o esposo Getúlio Américo, assessorados pelos sócios minoritários Geovane Antunes, José Francisco e Dudu Lemos.

Como no fundo trata-se de uma holding alaranjada que envolve muitos recursos, por trás de tudo isso há o trabalho de segurança confiado ao policial Marcelo Toledo.

Aliás, sobre o dinheiro, gente de fora que desembarcou pelas asas de Atlas mostra seguir uma tendência de muita religiosidade. Tanto que gerou um fato curioso, ao dizer que se Cristo transformou água em vinho, pode-se muito bem fazer de pó, dólares.

Fonte: José Seabra/Notibras

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui