Celina Leão: A melhor defesa nem sempre é o ataque

0
22

Finja que quer, finjo que vou dar

POR HÉLIO DOYLE

 

A deputada Celina Leão optou por atacar o governador Rodrigo Rollemberg e a distrital Liliane Roriz como estratégia de sua defesa diante das acusações de corrupção. Mobilizou uma equipe para levantar informações e ressuscitou um dossiê preparado há sete anos por Rogério Ulisses, que, envolvido na Caixa de Pandora, teve seu mandato de distrital cassado pelo TRE a pedido do PSB. …

 

Aliados da ex-presidente da Câmara andam dizendo que Rollemberg procura se aproximar de Roriz e já acertou com Liliane que ela será a candidata a vice-governadora na chapa dele, em 2018.

 

A estratégia escolhida por Celina é geralmente classificada como “diversionista”. Seu prazo de vencimento é a conclusão das investigações pela Polícia Civil e pelo Ministério Público.

 

Finja que quer, finjo que vou dar

 

Há nove meses que a Câmara Legislativa mantém na gaveta um projeto do governo, que nada fala sobre ele. É o que reduz em 20% a remuneração do governador, do vice-governador, dos secretários e dos administradores regionais, como parte do esforço para reduzir as despesas.

 

Os distritais fingem que se esqueceram do projeto porque, se aprovado, poderia levar a uma pressão para que a redução de salário fosse estendida a eles. O governo finge que se esqueceu do projeto porque ninguém quer ter o salário reduzido.

 

A medida, na verdade, tem alta dose de marquetagem e não afeta o altíssimo custo dos secretários e administradores requisitados de outros órgãos, reembolsados pelo DF. Mas se foi enviado à Câmara, tem de ser votado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui