MAIS
    HomeDistrito FederalCelina Leão e bancada federal tratam de saúde e segurança do DF

    Celina Leão e bancada federal tratam de saúde e segurança do DF

    Em almoço com a bancada federal do Distrito Federal, nesta terça-feira (7), a governadora em exercício Celina Leão tratou da construção de hospitais, de reajuste das forças de segurança, da ocupação do Centro Administrativo (Centrad) e da retomada do ano letivo na rede pública.

    Governadora em exercício fala durante almoço no Palácio do Buriti nesta terça (7): “Queremos melhorar muito a relação com os deputados federais, senadores e distritais” | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

    Celina Leão abriu a reunião falando do relacionamento com as bancadas local e federal no DF e também com a União.

    “Queremos melhorar muito a relação com os deputados federais, senadores e distritais. Pegamos áreas estratégicas, como a saúde, e estamos unificando todos os sistemas. Vamos levar cerca de dois anos para integrar o sistema, mas será importante porque um médico de uma UPA [unidade de pronto atendimento]  terá acesso a documentos de alguém que se consultou em uma UBS [unidade básica de saúde]”, explicou a governadora em exercício.

    “A bancada federal sempre aportou muitos recursos no DF. Eles destinaram R$ 200 milhões para construir o Hospital de Ortopedia no Guará”
    Celina Leão, governadora em exercício

    A chefe do Executivo também falou dos cerca de 1,3 mil servidores nomeados na Saúde e da portaria que prevê a transferência de servidores do Iges-DF para a Secretaria de Saúde.

    A construção de um hospital de retaguarda em Taguatinga, próximo ao estádio Serejão, também foi tema do almoço. “Essa estrutura vai atender Taguatinga, Ceilândia, Samambaia e toda a Região Oeste de saúde”, reforçou o secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo.

    A governadora em exercício também elogiou a atuação dos parlamentares da bancada federal da legislatura anterior. “A bancada federal sempre aportou muitos recursos no DF. Eles destinaram R$ 200 milhões para construir o Hospital de Ortopedia no Guará”, acrescentou Celina Leão, ao lembrar de outras unidades a serem erguidas, uma no Recanto das Emas e outra em São Sebastião.

    Ainda na Saúde, foi comentado que todos os deputados distritais vão colaborar com emendas para reduzir as cirurgias eletivas, parceria que também será atendida pela bancada federal.

    “O sistema de educação de Brasília nunca teve a entrega de uniformes para 100% dos alunos da rede pública, e nós faremos isso pela primeira vez em 62 anos. Vamos começar na segunda-feira e esperamos entregar todo o material até março”
    Hélvia Paranaguá, secretária de Educação

    Uniforme para todos

    Na Educação, 21 mil estudantes deixaram a rede pública e outros 31 mil vão entrar a partir de 2023. Um aumento de demanda que será atendido pela Secretaria de Educação. “Com a ampliação da rede, conseguimos abraçar esses alunos. Temos 21 obras em andamento, sendo nove creches. Vamos ampliar escolas com a construção de módulos, onde serão investidos R$ 9 milhões. Vamos acolher todos os que nos procurarem”, garantiu a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá.

    Dentro da esteira de entregas na educação, o Caic do Gama deve ficar pronto no segundo semestre, a Escola Técnica do Paranoá, ainda este ano, e a de Santa Maria, em março próximo. A Escola Classe (EC) 502, no Itapoã, será aberta à comunidade nos próximos dias, antes do início do ano letivo.

    “O sistema de educação de Brasília nunca teve a entrega de uniformes para 100% dos alunos da rede pública, e nós faremos isso pela primeira vez em 62 anos. Vamos começar na segunda-feira e esperamos entregar todo o material até março”, adiantou a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá.

    “Há uma recomendação do MPDFT e da PGDF para que façamos pequenas intervenções apenas para recuperar o que foi degradado com o tempo (no Centrad). Estamos tomando todos os cuidados para tudo caminhar bem na seara jurídica”
    Ney Ferraz Junior, secretário de Planejamento, Orçamento e Administração

    Ocupação do Centrad

    Outro assunto levado aos parlamentares é a ocupação do Centrad, em Taguatinga. De acordo com o secretário de Governo, José Humberto Pires de Araújo, as obras para que o espaço seja ocupado devem ser licitadas no segundo semestre de 2023 e iniciadas em 2024.

    No momento, os projetos de obras viárias estão sendo atualizados pelas secretarias de Obras e de Transporte e Mobilidade e pela Novacap. Há previsão de que o atual terminal rodoviário de Taguatinga seja completamente reformado para atender a demanda na região.

    A estimativa é de que a construção de três viadutos e adequações viárias vão demandar um investimento de R$ 180 milhões. E, também, inicialmente, o Centrad deve ser ocupado pela Secretaria de Justiça e Cidadania e pelo Banco de Brasília (BRB).

    “Há uma recomendação do MPDFT [Ministério Público do Distrito Federal e Territórios] e da PGDF [Procuradoria-Geral do DF] para que façamos pequenas intervenções apenas para recuperar o que foi degradado com o tempo. Estamos tomando todos os cuidados para tudo caminhar bem na seara jurídica”, explicou o secretário de Planejamento, Orçamento e Administração, Ney Ferraz.

    Reajuste para a segurança pública

    No âmbito da Segurança Pública, os deputados e senadores discutiram a proposta de 18% de reajuste às forças de segurança, além de um projeto para tirar a tributação sobre o pagamento do serviço voluntário da Polícia Militar (PMDF), bem como incluir a categoria no plano de saúde do Governo do Distrito Federal (GDF).

    “Essa medida vai transformar a qualidade de vida dos nossos policiais militares. Vamos pegar a policlínica da PMDF e vamos criar um centro de diagnóstico”, pontuou Celina Leão.

    O encontro desta terça (7) foi semelhante ao ocorrido na sexta-feira (3), com 22 dos 24 deputados e deputadas distritais, na Residência Oficial de Águas Claras (Roac), quando foram tratados temas centrais para o DF.

    Participaram do almoço os deputados e deputadas Alberto Fraga (PL), Bia Kicis (PL), Erika Kokay (PT), Gilvan Máximo (Republicanos), Julio Cesar Ribeiro (Republicanos), Reginaldo Veras (PV) e Rafael Prudente (MDB), e os senadores Izalci Lucas (PSDB) e Damares Alves (Republicanos).

    A reunião também teve a presença dos secretários de Comunicação, Weligton Moraes; de Governo, José Humberto Pires de Araújo; de Planejamento, Orçamento e Administração, Ney Ferraz; da Casa Civil, Gustavo Rocha; de Segurança Pública, Sandro Avelar; de Relações Institucionais, Agaciel Maia; da presidente do Iges-DF, Mariela Souza; e da superintendente do Sebrae-DF, Rose Rainha.

    The post Celina Leão e bancada federal tratam de saúde e segurança do DF appeared first on Agência Brasília.

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Deve ler

    spot_img