Chefe da Delegacia de Combate ao Crime Organizado é exonerado do cargo

1
8
Henry Peres participou de operações que colocaram políticos, empresários e colegas da corporação na cadeia

 

Saulo Araújo

 

 

Operação Infiltrados: delegados presos consideram que Henry colaborou com investigações de promotores (Bruno Peres/CB/D.A Press - 8/3/13 )
Operação Infiltrados: delegados presos consideram que Henry colaborou com investigações de promotores

 

 

O comando de uma das mais importantes unidades da Polícia Civil do DF mudou de mãos. O diretor-geral da corporação, Jorge Xavier, exonerou o chefe da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Deco), Henry Peres. O cargo será ocupado pelo também delegado Fábio Santos de Souza, que estava à frente da Secretaria Especial de Segurança de Grandes Eventos, pasta ligada ao Ministério da Justiça. A troca será oficializada hoje, no Diário Oficial do DF.

Leia mais notícias em Cidades

Henry será plantonista da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho). A substituição no comando da Deco surpreendeu muita gente da corporação. Alguns agentes e delegados acreditam que a troca foi política. Jorge Xavier nega qualquer tipo de ingerência na decisão. Segundo ele, a escolha pelo nome de Fábio Santos justificou-se pelo fato de o delegado ter experiência em formular estratégias para fazer a segurança de eventos de grande porte. “Não existiu pressão alguma. A questão é que, com a aproximação da Copa do Mundo, temos de preparar a Deco para lidar com possíveis organizações criminosas ou movimentos sociais violentos que tenham como alvo os jogos, e o Fábio tem esse perfil”, explicou Xavier, ressaltando que Henry “cumpriu bem o papel” enquanto esteve à frente da Deco.

Xavier garantiu a permanência do delegado adjunto da Deco, Fernando Cocito, mas, nos bastidores, o afastamento dele é considerado uma questão de tempo. Henry passou um ano e meio na unidade de combate ao crime organizado e conduziu investigações que resultaram na prisão de autoridades da cidade.

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui.

 

 

 

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui