Climão: secretário de segurança de Goiás reclama de Márcia de Alencar

0
13

Uma polêmica envolvendo o vice-governador de Goiás, que também ocupa o cargo de secretário de Segurança Pública, José Eliton, e a secretária de segurança do Distrito Federal, Márcia de Alencar, viralizou nas redes sociais. Em um vídeo gravado durante uma entrevista na cidade de Luziânia, em 8 de dezembro, o chefe da pasta goiana afirmou que recebeu um telefonema de Márcia reclamando que o reforço de policiamento no Entorno do DF resultou no aumento na criminalidade em Brasília.

Durante a entrevista, José Eliton afirmou que a secretária o procurou e disse que a segurança de Goiás estava “apertando demais” a criminalidade. “Certa vez, a secretária de segurança do Distrito Federal me procurou falando: ‘Olha, você está apertando demais e o pessoal está vindo para cá’”, revelou o secretário.

Ainda na mesma entrevista, José Eliton contou que explicou a Márcia de Alencar que ele não tinha interesse em “exportar” bandidos para o DF e, sim, resolver o problema da segurança pública no seu estado.Por meio de nota, a secretária nega que houve pedido para que o estado de Goiás não atuasse na prevenção de crimes. “O que houve foi uma proposta, por parte da SSP-DF, de um acordo de cooperação entre os dois estados para coibir os crimes contra o patrimônio que estavam acontecendo na região fronteiriça entre o DF e o Goiás”, ressaltou.

O acordo, de acordo com a secretária, faz parte do Pacto Integrador de Segurança Pública Interestadual, que atualmente conta com mais oito estados. “A secretária Márcia de Alencar é a vice-presidente do referido Pacto, que é presidido pelo vice-governador de Goiás, José Eliton de Figuerêdo Júnior, conclui a nota. José Eliton não se manifestou até a última atualização desta reportagem.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui