COLLOR DOA R$ 650 MIL PARA A PRÓPRIA CAMPANHA

0
7
ELEIÇÕES 2010
Collor doa R$ 650 mil para a própria campanha

O senador Fernando Collor de Mello (PTB), candidato ao governo de Alagoas, doou R$ 650 mil em recursos próprios para sua campanha. Segundo a prestação de contas parcial apresentada à Justiça Eleitoral na semana passada, a campanha do senador recebeu outros R$ 70 mil de seu partido. Ainda não pingou no caixa de campanha do ex-presidente doações de pessoas físicas ou jurídicas.

Entre as despesas declaradas, a campanha de Collor gastou R$ 55 mil em publicidade impressa e R$ 16 mil em carros de som. No total, foram gastos R$ 87,59 mil. Ainda não foram contabilizados os gastos com transporte.

O governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), que disputa a reeleição, arrecadou R$ 1,55 milhão, mais que o dobro do declarado por Collor. A maior parte da caixa de campanha do governador (R$ 1,05 milhão) veio de doações de pessoas físicas. O tucano disse ter recebido também R$ 500 mil de partido político.

Na prestação de contas parcial, os candidatos não discriminam quem são os doadores ou fornecedores. É declarado apenas o volume de recursos arrecadado e gasto. A campanha de Teo Vilela, segundo sua prestação de contas, gastou quase o total arrecadado: R$ 1,49 milhão.

O ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), que também disputa o governo de Alagoas e teve o registro indeferido com base na lei da Ficha Limpa, disse ter arrecadado R$ 1.007.126,10 até o início de agosto. Gastou exatos R$ 1.007.126,10. Os recursos vieram de seu comitê eleitoral, que por sua vez, recebeu recursos do partido.

Segundo pesquisa Ibrape (Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino), divulgada no final de julho, Collor liderava a pesquisa de intenção de voto no Estado com 38% das citações, seguido por Lessa (26%) e Teo Vilela (21%). Informações da Folha.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui