Começou o inferno astral de Filippelli

0
11

Parece que Tadeu Filippelli,  assessor especial do presidente Michel Temer, enfrentará ainda por mais tempo o inferno astral que teve início desde a decisão do TRE-DF que o considerou inelegível por 8 anos.

Nesta semana,  Filippelli foi nocauteado por Eduardo Cunha, preso na Lava Jato, que o arrolou como testemunha de defesa. Além do presidente do PMDB-DF, Lula e Michel Temer também foram arrolados por Cunha. Os três políticos estão tensos, extremamente tensos com a situação inusitada provocada pelo companheiro do PMDB, que foi do céu ao inferno em pouco tempo.

O Blog apurou que, apesar do apoio, esforço e espaço no governo federal,  Filippelli não terá fôlego – nem carisma –  para disputar o Buriti em 2018. Alguns partidos pequenos e médios que tiveram encontros com ele antes do impeachment de Dilma Rousseff (PT), hoje não mais acreditam no projeto do peemedebista amante do poder.

Pelo visto, o ex-vice governador do petista Agnelo Queiroz precisa se benzer muito para tentar sair do inferno astral que se meteu.

 

 

Fonte: Donny Silva

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui