Comentário: PT PREOCUPADO COM POSSÍVEL IMPEACHMENT DE AGNELO QUEIROZ

48
4

Comentário

Brasília está amargurada, entristecida e perplexa com o desgoverno de Agnelo Queiroz (PT). Para se ter uma ideia, membros inteligentes e históricos da  cúpula do PT no Distrito Federal andam  tensos ultimamente. Afinal, o “ex-ateu” Agnelo Queiroz, importado do PCdoB, não está bem no comando do GDF. E  petistas levantam alguns pontos. Confira:

– Agnelo Queiroz é considerado ‘ausente’ em questões polêmicas, quando a população deseja respostas rápidas e consistentes.

– No governo do Novo Caminho, o poder está assim dividido: Agnelo, Alcoforado, Filippelli e Paulo Tadeu. O resto é conseqüência.

– O diálogo com a Câmara Legislativa está cada vez pior entre  governo e  distritais, principalmente com os parlamentares da Polícia Civil.

– Não há um coordenador político experiente para agregar interesses e gerenciar conflitos no Buriti.

– A Saúde continua na UTI, sem propostas claras e eficientes.

– O transporte continua no caos. Falta experiência e conhecimento ao grupo que comanda a secretaria de Transportes e  DFTrans.

– Agnelo não quis ouvir o companheiro senador Cristovam Buarque (PDT) na indicação de nome para ocupar a secretaria de Educação do DF. Resultado: o GDF ainda não acertou na Educação.

– Os erros de Agnelo também são refletidos no DETRAN, que simplesmente não funciona direito.

– Na publicidade oficial, não existe critério, mas sim, muito mistério.

– No programa eleitoral, Agnelo passava a imagem de “líder”. Na prática, não lidera subordinados nem comanda o GDF.

– Existe processo na Justiça Federal contra Agnelo Queiroz, além de outros que surgirão por improbidade administrativa muito em breve.

– Os escândalos que envolvem o governador Agnelo Queiroz, da época em que era ministro dos Esportes, ainda darão boas manchetes nos blogs, jornais e TVs da cidade. Tais fatos  já respingam no governo da presidente Dilma Rousseff (PT), que não tem gostado do que tem lido, visto e ouvido a respeito do companheiro que virou anedota no Brasil.

A equipe palaciana tem culpado os blogs pelos ataques.  Mas não são os blogs que inventam escândalos, nem governam o DF, mas sim, alguns políticos que cometem deslizes, falhas, erros, enganos, trapalhadas e outros que até cometem atos criminosos dentro da estrutura governamental. Os jornalistas que atuam nos blogs tão somente relatam fatos, porque não são manipulados pelas gordas verbas publicitárias do GDF que controlam boa parte do conteúdo de outras mídias.

Agnelo está preocupado. Seu governo começou muito mal e vai de mal a pior. Já o PT, parece estar atordoado e não sabe o que fazer, enquanto o vice-governador Tadeu Filippelli tenta a todo custo, se manter longe da crise que abala a credibilidade do governador.

No programa eleitoral do PMDB, por exemplo, Filippelli mostrou obras, falou sobre mudança e sequer citou o nome de Agnelo. Como se observa, o cenário está nebuloso e uma terceira via surge, silenciosamente, comandada pelo DEM (Fraga e Eliana Pedrosa), que no programa eleitoral do partido, na noite desta segunda (30), mostrou aquilo que a população já percebeu: Os eleitores do DF foram enganados por uma propaganda mentirosa do PT, que afirmou  durante a campanha de 2010, ter soluções para tudo, mas que na prática, só pensa em cargos e salários, enquanto a cidade continua no caos de antes.

Se o PT  não tomar providências urgentes, poderá ter o dissabor de ver seu principal personagem político da capital envolvido em pedido de impeachment. Sim, porque o povo não vai tolerar um novo “Arruda”.

Preocupar é preciso. Renunciar é quase necessário. E o PT já percebe isso. Só falta coragem para reconstruir o Novo Caminho. Entretanto, para os atuais ocupantes de cargos no governo de Agnelo e Filippelli, é mais fácil atacar os blogs da cidade…

Chamem a banda boa da Polícia Civil e do MP!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui