COMISSÃO DE ORÇAMENTO DA CLDF

6
11

Distritais cobiçam a Comissão de Orçamento; disputa está polarizada

 

A briga pela presidência da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (Ceof) da Câmara Legislativa poderá ser resolvida com um voto de minerva. A disputa pela vaga está polarizada entre os distritais Agaciel Maia (PTC)  – foto – e Cláudio Abrantes (PPS), ambos da base do governo. Os candidatos conseguiram, até o momento, fechar apoio com dois blocos partidários cada, ou seja, na teoria já teriam dois votos favoráveis na eleição que ocorrerá na próxima terça-feira na Casa. Só faltaria para ocupar a cadeira, no entanto, o voto do Bloco Avanço Democrático, anunciado como o único de oposição. Eliana Pedrosa (DEM), uma das integrantes do grupo oposicionista, mostrou ontem interesse em presidir a Ceof. Com chances reduzidas de arrebanhar eleitores, ela deverá abrir mão da cadeira em prol de algum dos concorrentes. As nove comissões da Câmara têm cinco integrantes cada.
O discurso do líder do bloco PT/PRB, Chico Vigilante (PT), é pela manutenção da candidatura de Cláudio Abrantes. Ele afirmou ontem que a orientação do governo, repassada pelo líder Wasny Roure diretamente ao deputado do PPS, ainda está de pé. Vigilante, entretanto, destacou o imbróglio criado em torno da vaga do titular da comissão. “É um teste para o governo definir qual é o jogo que deve ser estabelecido. Não pode ter dois lados de apoio ao governo”, criticou o petista. O distrital Joe Valle (PSB), que faz parte do bloco de Cláudio Abrantes, ratificou a indicação do colega para a vaga. “Existe o convite do líder do governo para o Cláudio ser o presidente da Ceof”, contou.
 

Wasny Roure confirmou o convite, mas ressaltou que “não adianta ser responsabilizado” pelos votos que Abrantes terá. Ao falar sobre Agaciel, o petista afirmou que os problemas herdados no Senado — Agaciel foi demitido da função de diretor-geral porque se envolveu no escândalo dos atos secretos da Casa — não tem a ver com a atuação do distrital na Câmara Legislativa. “Ele (Agaciel) ganhou as eleições e se legitimou na sociedade. O respeito que ele goza é o mesmo de qualquer eleito”, afirmou. Ontem à noite, Abrantes disse ter se surpreendido com a candidatura de Agaciel Maia, mas garante que seguirá na disputa. “Vai ser no voto a voto”, afirmou.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui