CONDEPAC-DF aprova com unanimidade o registro do Fuá de Seu Estrelo como Patrimônio Imaterial do Distrito Federal

A reunião do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural do Distrito Federal aconteceu na manhã desta terça-feira, 12, na SECEC-DF

Brasília acaba de ganhar um novo Patrimônio Imaterial genuinamente candango. Na manhã desta terça-feira, 12/03, o registro do Fuá de Seu Estrelo, no Livro de Formas de Expressão, foi aprovado por todos os membros presentes do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural do Distrito Federal (CONDEPAC-DF). A reunião, aberta ao público e presidida pelo Secretário de Cultura e Economia Criativa do DF, Cláudio Abrantes, ocorreu no auditório da Biblioteca Nacional, sede da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (SECEC-DF).

A votação aconteceu após a leitura do parecer do antropólogo, técnico do IPHAN e membro do Conselho, Rodrigo Ramassote. Ao todo, 19 integrantes do CONDEPAC-DF participaram da reunião e votaram favoravelmente pelo registro no Livro de Expressão.

“Por unanimidade eu declaro que o Fuá de Seu Estrelo está registrado como bem cultural e imaterial do Distrito Federal, no Livro de Registro de Formas de Expressão”, concluiu Cláudio Abrantes, sob aplausos do público que acompanhava a reunião com entusiasmo.

Para Tico Magalhães, capitão do grupo, o reconhecimento é um passo importante para a continuidade de Seu Estrelo.

“Hoje é dia de Festa! Ter o Fuá de Seu Estrelo como Patrimônio reforça nossa luta, acho que é uma peça fundamental para a construção de nossa cultura popular. Esse reconhecimento amplia o olhar sobre as nossas expressões culturais e permite o entendimento de que a cultura popular tem que se criar. Festejamos cada conquista: hoje foi o Fuá de Seu Estrelo, amanhã vamos lutar pelo Centro Tradicional de Invenção Cultural, o nosso espaço, a escola que mantém o próprio grupo, que reforça a ideia de continuidade e permite a formação de novas gerações.”

O reconhecimento como expressão

O parecer de Ramassote, apresentado durante a reunião, sugeriu não apenas a inscrição do Fuá de Seu Estrelo no Livro de Registro de Formas de Expressão, mas também no Livro de Registro dos Lugares, no qual são inscritos os espaços onde se concentram e se reproduzem práticas culturais coletivas.

De acordo com o Subsecretário de Patrimônio Cultural, Felipe Ramón, esta inscrição será votada posteriormente.

“O CONDEPAC decidiu pelo desmembramento do pedido do Fuá de Seu Estrelo como registro no Livro de Lugares. Isso foi deixado para um momento posterior porque o Conselho julgou que precisávamos de um aprofundamento maior em relação à questão fundiária do espaço físico onde o grupo se apresenta e se manifesta. Esse desmembramento tem o objetivo de trazer maior segurança jurídica, evitando a possibilidade de questionamentos sobre o Registro no Livro de Expressões, e, posteriormente, no Livro de Registros de Lugares. Embora o Fuá de Seu Estrelo já esteja sob proteção do Distrito. O Fuá de Seu Estrelo já está registrado”, explica o Subsecretário.

Para a líder religiosa e Coordenadora da RENAFRO (Rede Nacional de Religiões Afro-Brasileiras e Saúde), Mãe Baiana de Oyá, que acompanhou a reunião, o grupo também é parte de nossa cultura afro-brasileira.

“O Fuá de Seu Estrelo é aquela estrela que brilha nas ruas, em suas apresentações. Este Patrimônio Imaterial, é de Seu Estrelo, precisa ser, porque nós abraçamos essa expressão, Brasília abraçou Seu Estrelo. É um grupo que traz alegria, inclusão e educação, é um grupo que já está enraizado na cidade. Eu, inclusive, reconheço Seu Estrelo como parte de nossa cultura afro-brasileira. Quando a gente vê Seu Estrelo passando na rua, a gente lembra muito de nosso sagrado também”, comenta.

Ainda segundo o Subsecretário de Patrimônio Cultural, com a aprovação concluída, a proposta segue para sanção do governador Ibaneis Rocha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui