CORRUPÇÃO NO GDF: PONTOS À SEREM CONSIDERADOS

2
14

O ex-delegado e ex-presidente da Codeplan, Durval Barbosa, já é investigado desde 2002. Seus processos são tão conhecidos quanto os do ex-governador Joaquim Roriz.

Tudo o que havia de ser dito sobre as administrações do ex-governador Joaquim Roriz, são amplamente conhecidas e investigados. Já os desmandos da administração do atual governador do DF, José Roberto Arruda, somente agora se tornaram conhecidos.
DEM: É um governo politicamente morto, que só aguarda a data do sepultamento.
E essa história da direção nacional do DEM fingir que nada sabia, é no mínimo, ridícula. Há no GDF, empresas que vieram de outros estados, de pessoas ligadas à políticos do DEM, e que aqui encontraram abrigo seguro até aqui. Uma eventual quebra do sigilo telefônico, fiscal e bancário , poderia confirmar algumas revelações importantes, principalmente no quesito “LIXO”.
Denunciei aqui a contratação sem licitação de uma empresa francesa que presta serviços ao METRO/DF. Tal empresa é acusada de corrupção em várias partes do mundo. Ganhou um contrato bilionário.
PPS, PT e PDT já anunciam apoio ao afastamento do governador Arruda de sua função. Se isto ocorrer, ele corre o sério risco de ter a prisão preventiva decretada, pois perderá o foro privilegiado.
Omar Nascimento (PTC) , Adalberto Monteiro (PRP), Fernando Antunes (PPS) e Benedito Domingos (PP) perderão o comando de seus respectivos partidos no DF, e inevitavelmente serão expulsos pela direção nacional dos mesmos.
A situação do conselheiro Domingos Lamoglia no Tribunal de Contas do DF ficou muito delicada. Ele deverá apresentar sua renúncia ao mandato vitalício já nos próximos dias. A deputada Eliana Pedrosa é favorita para substituir Domingos, que está envolvido nas denúncias de Durval, no inquérito que investiga a corrupção no GDF.
Perguntar não ofende: Por onde anda o deputado Tadeu Filippelli, presidente regional do PMDB?
O secretário de Governo, José Humberto, está mais perdido do que cego em tiroteio.
E o governador José Roberto Arruda, do alto de sua arrogância, acha que terá fôlego para ir até o fim de seu mandato. Será um longo período de manchetes interessantes.
Um grande empresário, que fez fortuna no DF, já prepara suas malas. Ele pensava ser “dono do poder”. Só se esqueceu de que não é o dono da verdade. Já mandou a mulher embora.
E o conhecido empresário e lobista, Paulo Rôxo, admirado e idolatrado no governo do DEM, por onde anda? Rôxo adorava a loja da BMW no aeroporto. Lá costumava contar suas proezas…
Os hospitais particulares no DF já estão preparados para os casos de emergência que surgirão a partir de amanhã entre políticos da cidade.
O ex-governador Joaquim Roriz não está preocupado com todo esse barulho envolvendo a política local. afinal, ele já foi insistentemente investigado e não foi visto recebendo dinheiro. Continua firme em sua campanha do Buriti, agora mais do que nunca.
Agnelo Queiroz decidiu sair da toca. Ficou o tempo todo em silêncio porque sabia das investigações. O governo federal pediu calma e sigilo. A alta cúpula do governo Lula sabia que o único governador do DEM estava enrolado em atos de corrupção há muito tempo. Daí, a investigação sigilosa, que culminou na realização da operação Caixa de Pandora. O PT liquida, indiretamente, um grande oponente e seu principal adversário no Congresso. O DEM sofre uma baixa irreparável e humilhante. E Arruda repete sua triste história. Enquanto isso, o PT prepara o ressugirmento da candidatura de Agnelo ao Buriti. E o senador Gim Argello diz manter sua candidatura também. Como se percebe, as emoções continuarão também em 2010.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui