CPI-PIADA

1
18

CPI-PIADA

A CPI da Corrupção da Câmara Legislativa é uma piada. Na próxima semana, no dia 27, completam-se seis meses desde que veio a público a Operação Caixa de Pandora e a Câmara não fez nada para superar a crise política. Esta CPI nem consegue se reunir.

Mesmo assim, o relator (?) da CPI, o petista Paulo Tadeu, tomou a iniciativa de enviar questionários a 41 pessoas que tiveram seus nomes incluídos no inquérito nº 650, em tramitação no STJ. A expectativa do deputado é que esses questionários sejam devolvidos até o próximo dia 31, mas como a CPI é somente uma miragem no deserto, ninguém pode garantir nada.

Os questionários somam 1.116 perguntas feitas a partir do levantamento de fatos e dados pesquisados em diversas fontes, como o inquérito nº 650, o SIGGO, processos administrativos e judiciais, jornais, revistas e internet.

41 INTERROGADOS

Vou tentar identificar, um a um, os 41 interrogados via ofício:

1)Benjamim Roriz – é parente distante do ex-governador Roriz, ao qual assessora desde o primeiro governo; de forma surpreendente, ficou no governo Arruda até o fim.

2) Luiz Paulo da Costa Sampaio – sinceramente, não me lembro quem é este.

3) Domingos Lamoglia – É o principal anjo-da-guarda do ex-governador Arruda (fracassado, diante de tudo o que aconteceu). É conselheiro recém-empossado do Tribunal de Contas do DF, mas foi afastado, por causa dos escândalos).

4) José Geraldo Maciel – Dizem que é primo do Arruda, com quem tem relações familiares desde Itajubá. Era talvez o mais ligado assessor de Arruda nos últimos meses de governo.

5) Joaquim Roriz – O ex-governador não consegue ficar longe desta confusão, pois a maior parte do dinheiro movimentado pelo ex-secretário Durval Barbosa aconteceu no seu governo. Não se acredita que tantos milhões tenham sumido nas suas vistas experientes.

6) Paulo Octávio – Era vice do governo Arruda. Ninguém lembrou de dizer, mas desde o fim de 2008, Arruda anunciou que estava passando o governo para PO, pois ia ficar nas ruas fazendo política. Isso de fato aconteceu. Portanto, o que for apurado no GDF, é da responsabilidade direta e operacional deste vice tão poderoso.

7) José Roberto Arruda – Entrou nos livros dos recordes como um governador que conseguiu sair da residência oficial preso. Dificilmente será superado nesta marca fantástica.

8) Deputada Eurides Brito – Na verdade, na prática, trata-se de uma ex-deputada. Se disser que não sabia de nada, estará brincando com todos nós, pois era simplesmente a líder do governo…

9) Deputado Aylton Gomes – Trata-se de um bagrinho de Planaltina, porém bastante ambicioso.

10) Deputado Benedito Domingos – Está ligado aos interesses da Câmara, além de dominar a Administração de Taguatinga e o PP.

11) Deputado Benício Tavares – É suspeito de haver recebido mensalão.

12) Deputado Geraldo Naves – Este é ex-presidiário, pela tentativa de suborno do Sombra.

13) Deputado Osório Adriano – É do DEM, mas não lembro se foi mesmo citado. A principal “culpa” talvez seja a de ter visitado Arruda na prisão.

14) Deputado Rogério Ulysses – Foi expulso do próprio partido, o PSB, pois vendeu a alma política ao Arruda. Portanto, dançou.

15) Berinaldo Pontes – É um superbagrinho de Planaltina, que pode se eleger distrital agora.

16) Fábio Simão – Este é o que se chama de eminência parda. Dizem que, até hoje, está sob seu controle o projeto bilionário da Copa de 2014, que entusiasma o governador Rogério Rosso. O futuro dirá.

17) Fernando Antunes – Era o segundo da Secretaria de Saúde, ajudando o deputado Augusto Carvalho a se perder nesta função, perdendo a nossa saúde, etc. É homem fortíssimo do PCdoB, muito visado nesse inquérito.

18) Flávia Peres Arruda – A ex-primeira dama inventou o Instituto Fraterna, investigado detalhamente pela Polícia Federal.

19) Gibrahil Hassan Gebrim – É considerado um operador de recursos da Secretaria de Educação. Foi profundamente investigado pela Polícia Federal, em situação que deixaria qualquer um assustado.

20) Haroaldo Brasil de Carvalho – É o homem da CEB que teria levantado a grana para tentar subornar o Sombra. Acabou preso.

21) José Humberto Pires de Araújo – Foi secretário de Governo de Arruda e deve saber de muita coisa.

22) José Luiz Valente – Ex-secretário de Educação. Sua secretaria é investigada por causa de diversos contratos suspeitos.

23) José Luiz Vieira Naves – Este tem ligação antiga com a clã Roriz, mas trabalhou em diversos cargos no governo Arruda.

24) Júnior Brunelli – Ex-deputado distrital, mas renunciou para não ser cassado.

25) Leonardo Prudente – Ex-presidente da Câmara Legislativa, ficou famoso até na China por causa do dinheiro bem guardado nas meias.

26) Lucio Flávio de Oliveira – Não lembro quem é este.

27) Luiz França – Era presidente de um partido e diretor do NaHora. Deve estar comprometido por andar em más companhias.

28) Marcelo Carvalho – Superintendente do Grupo Paulo Octávio. É denunciado por Durval Barbosa, que vê nele o responsável pelo suborno aos deputados que votaram a favor do famigerado PDOT.

29) Marcelo Toledo Watson – Policial aposentado, aparece nas investigações administrando recursos que seriam destinados a Paulo Octávio. Tinha ligações anteriores com Durval Barbosa, de quem foi braço direito. Tem diversos interesses empresariais dentro do governo. Diz-se que ele é hoje a principal peça-chave da investigação, depois do próprio Durval. Se algum dia aceitar fazer uma delação premiada verdadeira…

30) Odilon Aires – Foi citado como tendo recebido mensalão.

31) Omésio Ribeiro Pontes – Assessor de imprensa de Arruda, apareceu de forma altamente constrangedora num vídeo em que empurra maços de dinheiro num envelope, sem nem contar a grana.

32) Paulo Pestana – Este, sinceramente, parece vítima de bala perdida. Aparece num vídeo de 2006 recebendo dinheiro de Durval, mas não ocupava cargo de governo e afirma haver sido remunerado por trabalho em campanha eleitoral. Sofreu grande desgaste, pois sua gravação saiu no Fantástico.

33) Paulo Roberto (DFTRANS) – Sobre este, não tenho memória.

34) Pedro Marcos Dias (Pedro do Ovo) – Tem participação no processo tão deselegante quanto o seu apelido.

35) Renato Malcotti – É reconhecidamente um dos operadores financeiros de Arruda.

36) Ricardo Pinheiro Penna – Foi secretário de Planejamento do Arruda. Logo, sabia para onde estava indo qualquer dinheiro de governo.

37) Roberto Eduardo Ventura Giffoni – Corregedor do governo Arruda, esqueceu de se corrigir. Aparece citado em fitas e em muitas outras confusões. Para completar, jogou fora o próprio currículo (que era razoável), ao defender na televisão a versão cínica do panetone.

38) Rodrigo Arantes – sobrinho, quase filho do Arruda, acabou preso na tentativa de suborno do Sombra.

39) Tales de Souza – Quem será este?

40) Valdivino José de Oliveira – Este foi secretário de Fazenda do Roriz. Mesmo acusado de entregar o governo a Arruda com buraco financeiro de R$ 700 milhões, acabou recebendo convite do próprio Arruda para reassumir a Secretaria de Fazenda. Estranho, muito estranho! Por isso certamente será investigado.

41) Wellington Luiz Moraes – Desde o primeiro governo Roriz vinha tomando conta da publicidade do governo. Nesses mais de 20 anos, ficou fora somente nos quatro anos do governo Cristovam. Suas liberações de verba na Secretaria de Comunicação Social estão sendo investigadas.

Fonte: blog do Riella

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui