CRISE NO GDF: PROCURADORIA EM GUERRA.

0
7
O favorecimento de Bandarra no governo Arruda já incomodava há muito tempo. Em várias oportunidades o Procurador Geral, Leonardo Bandarra, violando as rígidas regras de definição de atribuições do Ministério Público, designou o Promotor de Justiça Diaulas Costa Ribeiro para tratar das questões da Saúde pública do DF. Foi assim quando da gripe suína e foi isso que ocorreu em uma reunião entre Augusto Carvalho, Leonardo Bandarra, Getúlio Pinheiro (corregedor do TJDFT) e Clestino Chupel, coordenador do Núcleo da Defensoria Pública. A questão é que os Promotores de Justiça com atribuições funcionais para atuar nas questões de saúde são Jairo Bisol e Cátia Vergara.
Ninguém conseguia entender essa designação especial de Diaulas Costa Ribeiro para interferir nas atribuições das PROSUS.
Agora, com a explosão do mensalão do DEMO no governo de Arruda, fica mais fácil entender.
Leonardo Bandarra – Procurador Geral do MPDFT, mencionado no inquérito policial que investiga Arruda em uma situação obscura envolvendo uma gravação. Durval Barbosa, o delator, diz que Arruda uma vez se utilizou de promotores de justiça para o perseguir.

Augusto Carvalho – Deputado Federal e Secretário de Saúde, acusado de fazer parte do esquema e de receber propina através de Fernando Antunes;

Getúlio Pinheiro – Corregedor do TJDFT e citado nas gravações. Arruda dizia que ia se aconselhar com o Corregedor do TJDFT.

A saúde pública já havia sido causa de interferência na Defensoria Pública, tendo motivado a exoneração de um Defensor Público que fazia várias denúncias de irregularidades na saúde pública. A exoneração teria sido fruto de um acordo entre a Direção da Defensoria Pública, a Secretaria de Justiça e a Secretaria de Saúde com o Governador DEMO Arruda.

O resultado da guerra no MP foi bem retratado em reportagem de Hugo Marques na revista Isto é. Ao final do escândalo do mensalão do DEMO Arruda não sobrará pedra sobre pedra no Distrito Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui