Cristovam, o demagogo. Veja o que José Seabra descobriu sobre o senador do PDT

1
19

O rompimento: É dando bronca em Celina que Cristovam recebe cargos de Rollemberg

cristovam

Os empregos que Cristovam negociou com Rollemberg são todos no âmbito da Secretaria do Trabalho

O rompimento político da deputada Celina Leão, presidente da Câmara Legislativa, com o governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg, acaba de render os primeiros três frutos. Quem colheu foi o senador Cristovam Buarque.

Em plena guerra política do PDT com o PSB, ele emplacou gente da sua confiança na estrutura do Governo de Brasília. Fertilizou, assim, a prática do ‘toma lá dá cá’, que tanto condenou…

Já se sabe agora por que Cristovam criticou Celina publicamente, quando há quatro dias a presidente da Câmara decidiu retirar seu apoio ao Palácio do Buriti. Afinal, foi dando (bronca em uma colega de partido) em um gesto intempestivo, que o senador recebeu de mãos beijadas cargos com salários que variam de 4 mil 222 reais e 53 centavos a 9 mil, 517 reais e 87 centavos.

Os empregos que Cristovam negociou com Rollemberg são todos no âmbito da Secretaria do Trabalho. A pasta é comandada por Georges Michel, presidente regional do partido – e apadrinhado na equipe do Governo de Brasília pelo próprio senador. A partir de agora o novo diretor da Fábrica Social é Célio Carlos da Silva. Ele terá como assistentes diretas Alciléa Ferreira Bernardes e Zeneide Alves de Barros. O que os três novos comissionados têm em comum é a origem. Até quarta-feira 3, eram lotados no gabinete de Cristovam.

cristovamnomeaçoes

 

 

 

 

 

 

Fracassado na Educação, a ponto de ter sido demitido do Ministério por telefone, no primeiro governo Lula, Cristovam Buarque direciona seu apetite político para a área do Trabalho. A Fábrica Social forma mais de 1 mil pais (e mães) de famílias todos os anos, preparando mão de obra qualificada para ingressar no mercado. Além disso, também produz uniformes escolares para a rede pública, além de material esportivo destinado a atender a demanda de diferentes programas sociais.

A Fábrica Social é uma mina de ouro de votos. Entre seus funcionários qualificados estão muitos petistas, nomeados sem passar por concurso público. Justamente os petistas cujas cabeças Celina Leão pediu a Rodrigo Rollemberg, sem ser atendida. Mas de PT Cristovam entende. Tanto, que por trás dele há sempre a cor vermelha destoando da rosa socialista do PDT.

Há exatos 20 dias, Cristovam Buarque ocupou a Tribuna do Senado para tecer críticas ao pacote do ajuste fiscal imposto ao Congresso Nacional pelo Palácio do Planalto. Nessa ocasião, o senador questionou a prática do toma lá dá cá para aprovar as medidas palacianas. São interesses mesquinhos que devemos repudiar, disse ele. Na melhor das hipóteses, o senador é a mais recente vítima de Alzheimer. Ou decidiu abraçar de vez a tese segundo a qual é dando (bronca) que se recebe cargo.
Fonte: Por José Seabra, Notibras

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui