D. WESLIAN RORIZ: “VOU FAZER O MELHOR POR BRASÍLIA”

17
23

CANDIDATA – “Dona Weslian é a minha candidata ao Governo do Distrito Federal”, anuncia Joaquim Roriz

“Quero ser eleita para fazer o melhor por Brasília, exatamente como fez o meu marido quando foi governador. Com a ajuda dele, tenho certeza de que vou governar bem o Distrito Federal”. Este foi o compromisso assumido nesta sexta-feira (24) por D. Weslian Roriz, na primeira entrevista que ela concedeu como a nova candidata ao Governo do Distrito Federal pela Coligação “Esperança Renovada”.  

            Ao lado de Joaquim Roriz, que deixou a disputa depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve indefinida a inconstitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, Dona Weslian declarou que concordou em ser candidata para ajudar ao marido e ao DF. “Eu não poderia, depois de 50 anos de casada, deixar o meu marido passar pela humilhação que ele passou ontem”, explicou, referindo ao julgamento no STF. “Quero continuar fazendo o mesmo trabalho que o meu marido fez em Brasília para todos os brasilienses, de ponta a ponta”, ressaltou.

Dona Weslian destacou que, eleita, vai contar com a ajuda e a experiência do ex-governador Joaquim Roriz para administrar o DF. “Meu marido vai me ajudar”, garantiu. “Ele vai dar muito conselho a mim para que a gente administre esta cidade do melhor jeito possível”, afirmou Dona Weslian, ressaltando, assim como Roriz, ela tem “coragem e vontade” para continuar a trabalhar “pelos mais humildes”.

A candidatura de Dona Weslian foi lançada a apenas nove dias da eleição. Roriz, em entrevista coletiva ao lado da esposa, explicou que deixou de ser candidato diante da indefinição do julgamento no Supremo, que acabou empatado. O ex-governador disse que, ao avaliar o resultado, considerou que era inseguro e pouco confiável aguarda que o presidente Lula nomeasse um novo ministro para desempatar o julgamento do STF. Por isso, achou melhor sair da disputa.

Inicialmente, segundo revelou, convidou para substituí-lo, o deputado federal Jofran Frejat (PR), seu candidato a vice. Ele recusou e ambos concordam que a candidata seria Dona Weslian e que Frejat permaneceria como candidato a vice. Ainda pela manhã, Roriz se reuniu com os dirigentes dos nove partidos da coligação para comunicar sua decisão e defender a candidatura de Dona Weslian. Com a aprovação de todos, inclusive dos candidatos ao Senado Maria Abadia (PSDB) e Alberto Fraga (DEM), Dona Weslian assumiu a candidatura, que foi formalmente anunciada na tarde, em coletiva na residência do casal, no Park Way.

O ex-governador declarou que, agora, quer transferir todo o seu potencial de votos para sua mulher. “Ela sempre trabalhou pelo social, pelos mais humildes. Ninguém viu a minha mulher em coluna social dos jornais. Mas as pessoas viram a Weslian distribuindo cobertores aos pobres nas noites frias”, assinalou Roriz. “Vou assessorá-la em todas as obras que forem necessárias para a melhoria da cidade e a satisfação da população. Vou ajudar a Weslian a cuidar do povo de Brasília”, garantiu. “Weslian é a minha candidata ao governo do DF”.

 Roriz explicou que “deixei a minha candidatura para não ficar exposto politicamente. Sou vítima de perseguição política. Está ocorrendo uma orquestração muito grande e um grupo político está querendo mudar o regime do país, para o socialismo, e Brasília é a capital do Brasil. Tal mudança política envolve outros países da América Latina. Estou sendo vítima dessa tentativa de mudança”, denunciou o ex-governador. Mas prometeu resistir: “sou uma resistência democrática a esse tipo de mudança que está sendo imposta ao povo.

A campanha de Dona Weslian já está nas ruas. Ainda na noite da sexta-feira, com a presença de milhares de pessoas, foi realizado no Park Way, o primeiro comício da candidata de Roriz ao Governo do DF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui