Damares quer ajudar eleger prefeitos e vereadores conservadores, mas segue no Republicanos, que abraçou o lulismo

Foto: no início da campanha eleitoral de 2022, Manoel Arruda, presidente do União Brasil-DF, presidente Jair Bolsonaro, candidata Damares Alves e Wanderley Tavares, presidente do Republicanos-DF

Primeiro suplente da senadora Damares Alves (Republicanos-DF), o presidente regional do União Brasil deve assumir o mandato em abril ou junho

Damares deve se licenciar do mandato no período das eleições municipais deste ano para ajudar a eleger prefeitos e vereadores conservadores. Com isso, assume o primeiro suplente.

Mas o interessante é que Damares ainda está no Republicanos, partido que abandonou o bolsonarismo para se aliar ao desgoverno comunista lulista em troca de cargos.

Como ajudar eleger prefeitos e vereadores conservadores se o Republicanos traiu a direita em troca de cargos no governo esquerdista que atenta contra a Constituição, menospreza o Congresso Nacional, os bons costumes, destrói a economia, aumenta impostos e é favorável ao aborto?

Sem apoio do casal Bolsonaro, Damares Alves não teria conseguido derrotar Flávia Arruda na disputa ao Senado. A direita cresceu e é extremamente forte no Distrito Federal

Damares deveria dar tchau ao Republicanos porque foi eleita com a extraordinária ajuda do casal Michelle e Jair Bolsonaro. Não dá pra falar em conservadorismo dentro de um partido que está confortavelmente dentro do governo lulista que, com aliados supremos, desfere constantes ataques contra a direita e principalmente contra seu líder, Jair Bolsonaro (PL).

Significativa parte dos eleitos no Republicanos em 2022 para compor o Congresso Nacional, foi eleita graças aos votos da direita (bolsonaristas). É muita incoerência do Republicanos querer usar discurso da direita para cooptar eleitores e eleger prefeitos e vereadores conservadores, estando no governo agora declarado comunista!

Graças a Bolsonaro, Tarcísio foi eleito governador de São Paulo e ainda ajudou eleger Marcos Pereira, que mudou de discurso e abraçou o lulismo em 2023

Marcos Pereira, que afirmou durante a campanha eleitoral de 2022 que o Republicanos era o único partido 100% conservador do Brasil, mudou de lado e de postura.

https://fb.watch/pIQv8A67ZG/

Alguém mais acredita no Republicanos, que no DF tentou sabotar a campanha de Damares quando ela estava distante de Flávia Arruda na disputa ao Senado?

Observação: E antes que o presidente regional do Republicanos diga que é mentira, a própria senadora contou todos os detalhes a este jornalista durante a campanha eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui