De volta ao passado no BRB?

1
47

Rollemberg:vejaO futuro governador Rodrigo Rollemberg (PSB) quer um governo novo. Mas alguns personagens que já ocuparam cargos relevantes nos quadros do GDF, insistem em  voltar ao poder.

É o caso de Nilban de Melo Junior, que presidiu o BRB durante o mandato tampão de Rogério Rosso, após a grave crise deflagrada com a Operação Caixa de Pandora, ocorrida em 27 de novembro de 2009, que culminou com a saída de Arruda. Rosso acalmou o DF e deixou o governo com R$ 1 bilhão no caixa. Mas o então presidente do BRB não fez direito o dever de casa.

Ele é considerado competente mas omisso. Durante sua gestão no comando do Banco de Brasília, Nilban nada fez a respeito dos desmantelos e mazelas que o Tribunal de Contas do DF publicou ontem sobre a gestão de 2009.

As representações feitas ao TCDF eram encaminhadas ao então presidente do BRB para que ele tomasse conhecimento e ao mesmo tempo, providências. Até problemas simples e pontuais ele não teve iniciativa nem pulso para resolver.

Apesar de ser amigo de Rogério Rosso, Nilban não goza de nenhum prestígio junto ao também deputado federal Augusto Carvalho. No passado tiveram sérios desentendimentos, devido à falta de lealdade de Nilban.

Nos corredores do BRB, funcionários temem a volta de quem já ocupou o cargo, e preferem que um novo nome seja escolhido e que de preferência seja do próprio banco. Se possível, alguém novo, antenado com o mercado e os novos tempos. Afinal de contas, o BRB não é lá nenhuma Bastemp quando se fala em serviços de qualidade, e precisa urgentemente de uma renovação e inovação empresarial.

Rollemberg precisa reavaliar a equipe de transição (do lado do BRB), antes que aposte em um nome que mantenha o banco com má reputação diante do cliente. É preciso muita calma nessa hora para não começar errado, como fez Agnelo Queiroz em 2011.  E acima de tudo, respeitar quem trabalha na instituição com presteza e muita dedicação. Há grandes profissionais nos quadros do BRB com total capacidade de assumir o comando da instituição e fazer um grande trabalho.

 

 

Fonte: Donny Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui