DECISÃO DO PSDB FOI O “ÚLTIMO” AVISO

1
7

A decisão da executiva regional do PSDB, de ser oposição ao governo do PT, segue orientação da nacional que se apresentou ontem, em rede nacional, como principal oposicionista ao governo de Dilma Rousseff (PT).

Esta decisão, no entanto, contraria interesses pessoais e coloca em xeque a permanência, no partido,  de alguns campeões de votos  que não foram eleitos pela sigla.

O PSDB reduziu de tamanho e hoje tem apenas um representante na Câmara Legislativa do DF, o distrital Washington Mesquita.

A executiva quer disciplinar alguns, como Milton Barbosa, que anda conversando com o governo. Sandra Faraj também é alvo do partido. Ela, no entanto, tem afirmado que não teve apoio do partido e que estaria pronta para ir para outra legenda que a respeite pelos mais de 11 mil votos recebidos.

Pelo visto, o PSDB vai encolher mais ainda. E tem ainda o suplente Raimundo Ribeiro, que aguarda decisão da Justiça para voltar a Câmara no lugar de Benício Tavares (PMDB). Se assumir, Ribeiro terá mesmo de ser oposição. Coisas da política!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui