Delegados batem de frente com Rollemberg e vão se queixar a Rainha

0
23

tiezzi

O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil da capital da República apresentou uma representação no Tribunal de Contas denunciando um possível desvirtuamento na finalidade do Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF). Segundo Benito Tiezzi, presidente do Sindepo, a segurança pública em Brasília está comprometida.

Na conversa que teve com Renato Rainha, presidente do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Benito Tiezzi manifestou a preocupação dos delegados de polícia com políticas restritivas do Palácio do Buriti. O desvio de recursos originariamente carimbados para a polícia, alertou o delegado, podem trazer danos irreparáveis para a sociedade.

Na denúncia, tornada pública pela Assessoria de Imprensa do Tribunal, os delegados relatam “o achatamento do quadro ativo de servidores dos órgãos de segurança”, numa clara alusão à nomeação de policiais concursados, que Rollemberg não tem atendido.

Ainda segundo o Sindepo, o Governo de Brasília também peca com o contingenciamento de recursos de custeio e investimento na área, destacando-se a redução de 75% no orçamento proposto pela Polícia Civil para investimentos no exercício de 2015.

Para o sindicato, ao descartar investir os recursos próprios do Fundo Constitucional, Rollemberg está provocando a deterioração das Delegacias de Polícia, do Instituto Médico Legal (IML) e de outras unidades da Polícia Civil do Distrito Federal.

Fonte: Felipe Meirelles/Notibras

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui