Denúncias que envolvem distrital atingem a igreja Ministério da Fé; Pastores já pensam na renúncia de Sandra Faraj

0
28

Ao que tudo indica, a deputada distrital Sandra Faraj (SD) não contou ao irmão Fadi Faraj que recebia dinheiro de verba indenizatória e não pagava empresa que prestava serviços ao  gabinete. Resultado: Ela virou alvo de gravíssimas denúncias que resultaram na abertura de processo de investigação pelo MP, além de representação por quebra de decoro parlamentar.

O escândalo que envolve Sandra Faraj chegou à igreja Ministério da Fé, da qual faz parte e é pastora. Segundo informações, membros da denominação criada e presidida pelo apóstolo Fadi Faraj, suplente do senador Antonio Reguffe, estão inconformados com os desdobramentos das denúncias que envolvem a parlamentar.

Segundo informações, Sandra Faraj perderá a SEJUS e a Administração Regional de Taguatinga. E por último perderá o mandato, porque as denúncias são graves e a defesa, extremamente fraca.

Pastores do Ministério da Fé, preocupados com a repercussão negativa do caso, acham que a renúncia de Sandra Faraj é a solução para a grave crise, antes que a igreja seja totalmente envolvida no escândalo.

Desde o dia 13 de fevereiro, quando a Globo mostrou o empresário Filipe Nogueira denunciando a parlamentar, ela não mais apareceu na Câmara Legislativa. Ficou difícil  e os colegas não vão segurar a onda dela.

É aquela máxima que sempre digo por aqui: A soberba precede a queda.

 

 

 

Fonte: Donny Silva