DEPOIS DA CADEIA

1
6

Não sei se o ministro Fernando Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça, é tão maquiavélico assim, mas ao propor (e conseguir) a liberdade para o ex-governador preso José Roberto Arruda e seus cinco assessores, está mesmo fortalecendo a tese da intervenção federal no DF.

Vejam por que razão. Arruda solto certamente será fator de pressão contra parte dos 24 deputados distritais para que elejam, no dia 17, na votação indireta da Câmara Legislativa, o governador Wilson Lima (PR), da sua total confiança. Mais ainda: o deputado distrital Geraldo Naves (expulso do DEM), que sai logo da Penitenciária da Papuda, poderá votar. Imaginem o Jornal Nacional apresentando na noite do dia 17 a imagem de Naves votando (em Wilson Lima, certamente) e outra imagem dele saindo da Papuda!…

Da cadeia para a glória! Isso sem contar a imagem, que também será chocante, da deputada bolsuda Eurides Brito quando estiver votando – certamente também em Wilson Lima. A intervenção vai sendo construída por fatos que passam despercebidos para pessoas comuns, mas são graves para as autoridades federais, que estão anotando cada detalhe da política brasiliense. Fonte: blog do Riella

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui