Desembargador nega devolução de aparelhos eletrônicos a distrital

0
9
Brasília(DF), 27/06/2016 - Raimundo Ribeiro_ Deputados distritais se reúnem com representantes do comércio durante o lançamento da Frente Parlamentar em defesa do Comercio Varejista do DF. Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) negou a devolução de celulares e computadores ao deputado Raimundo Ribeiro (PPS). Os aparelhos foram apreendidos na Operação Drácon, em agosto do ano passado. A decisão é do relator do caso no Conselho Especial do TJDFT, desembargador José Divino de Oliveira.

Na decisão em que indeferiu o pedido, o magistrado disse que Raimundo Ribeiro “insiste na restituição de todos os dispositivos eletrônicos, bem como dos computadores que foram apreendidos durante as diligências autorizadas no bojo da presente medida cautelar”.O pedido do deputado foi negado no fim do ano passado, antes do recesso do Judiciário, mas só foi publicado na última semana. Procurado pela reportagem, o distrital informou que não vai comentar o caso.

Também respondem no processo da Drácon a ex-presidente da Câmara Legislativa Celina Leão (PPS) e os deputados Cristiano Araújo (PSD), Júlio César (PRB) e Bispo Renato Andrade (PR).

Os parlamentares foram denunciados pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) por suspeita de envolvimento em um esquema que teria desviado cerca de R$ 30 milhões de emendas destinadas à saúde e à educação.

Fonte: Metropoles