DETRAN: procura por regularização é maior que capacidade de atendimento

0
5

 

Roberta Abreu

 

No primeiro dia de fiscalização do licenciamento de 2012, pelo menos 22 motoristas tiveram os veículos apreendidos pela falta do documento até o início da noite dessa segunda-feira (1º/10). Do total da frota, de 1,3 milhão de carros, cerca de 500 mil ainda circulam em situação irregular. A procura foi grande nas unidades do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF), além dos postos do Na Hora. No Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), uma enorme fila se formou do lado de fora. Com senhas em mãos, muitos passaram mais de cinco horas no local a fim de resolver as pendências. Ontem , o site do Detran ficou fora do ar. Segundo a Assessoria de Imprensa do órgão, o problema ocorreu no sistema que administra o departamento.

Por não quitar o seguro obrigatório, a administradora Cíntia Lacerda Mesquita, 36, passou pelo menos cinco horas na fila do SIA para regularizar a documentação. “Tentei buscá-la na semana passada, não consegui e voltei hoje (ontem). Estou impressionada com a quantidade de gente”, comentou. Em relação à demora, Cíntia acredita em falta de organização do órgão. “Minha impressão é de que eles (Detran) tinham a informação de que havia uma demanda grande, então faltou se prepararem para receber esse pessoal.”

O diretor de Policiamento e Fiscalização do departamento, Nelson Leite, explica que a situação será a mesma nos próximos dias. Segundo ele, a procura é grande e extrapola a capacidade de atendimento normal, o que provoca mais fila e demora. “As pessoas que deixaram para a última hora terão de passar pelo aborrecimento. O documento chega em casa, mas muitos deixam em aberto, não regularizam e têm que correr atrás do prejuízo”, disse. O mutirão realizado no último sábado, no SIA, somou 9.022 atendimentos. Segundo o órgão, não há previsão de novas mobilizações.

Apesar do início da cobrança, Leite explica que o número de blitzes não irá aumentar. Ontem, o órgão realizou três operações. “Estamos com uma rotina normal, não temos condições de aumentar as fiscalizações por falta de efetivo. Em qualquer abordagem, será pedido o documento”, avisou. A infração é gravíssima para quem estiver em situação irregular. Além de ter o veículo apreendido, ganhará sete pontos na carteira de habilitação e uma multa no valor de R$ 191. Caso o veículo esteja licenciado, mas o condutor não portar a documentação, a infração é leve, com multa de R$ 53. “Nesse caso, o veículo fica retido e só será liberado com a apresentação do licenciamento de 2012”, completou Nelson Leite.

Postos do Detran
-Edifício-sede, no Setor de Áreas Isoladas Norte (SAIN), lote A, Bloco B;
-Setor de Indústria e Abastecimento (SIA);
-Taguatinga;
-Sobradinho;
-Gama;
-Planaltina;
-Brazlândia;
-Paranoá.

O atendimento também é realizados nos postos do Na Hora.

Documentação exigida: Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou carteira de identidade e o CPF.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui