DF consegue R$ 55 milhões da União para captar água no Lago Paranoá, diz Buriti

0
12

 

Projeto foi entregue ao ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, em fevereiro; obra deve durar 180 dias
Por G1 DF Foto: Reprodução/Divulgação –

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, afirmou nesta terça-feira (14) que recebeu “sinal verde” da União para tocar o projeto emergencial de captação de água no Lago Paranoá. Isso significa que o Ministério da Integração Nacional aprovou o repasse de R$ 55 milhões para as obras, que devem durar seis meses.
“[A obra] Atenua o problema. O tamanho, nós só vamos saber quando terminar a temporada de chuvas. A situação é grave, mas esses 700 litros por segundo vão ajudar a enfrentar a crise”, declarou Rollemberg. Segundo o Buriti, o acordo será assinado em cerimônia nesta quarta (15), no Palácio do Planalto.
Ao G1, o Ministério da Integração Nacional informou que o projeto continuava em análise na Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, vinculada à pasta, até as 18h desta terça. Segundo o ministério, a decisão não estava tomada, mas “podia sair a qualquer momento”.
Segundo Rollemberg, qualquer valor acima dos R$ 55 milhões que tiver de ser empregado nas obras será custeado pelo governo. O projeto emergencial prevê a retirada de até 700 litros de água por segundo e vai reforçar o abastecimento na capital, que atualmente passa por racionamento.
No início de fevereiro, o governo federal reconheceu a situação de emergência por conta da crise hídrica decretada pelo GDF em 25 de janeiro. A medida facilita a liberação de dinheiro da União para obras que ajudem a melhorar o abastecimento de água na capital.
“Se os R$ 50 milhões estiverem enquadrados na condição de emergência, na condição peculiar em que está vivendo o Distrito Federal, não haverá qualquer dificuldade na liberação destes recursos”, afirmou o ministro Helder Barbalho, à época da apresentação da proposta.